Interleucina-6, Capacidade Funcional e Qualidade de Vida em Homens Idosos com Baixa Massa óssea Praticantes de Tai Chi Chuan

Por: Ana Patrícia de Paula, Lucy Gomes Vianna, Márcio de Moura Pereira, , Otávio de Tolêdo Nóbrega e Vinícius Carolino de Souza.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.19 - n.3 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O propósito deste estudo foi avaliar o efeito do Tai Chi Chuan (TCC) na Interleucina-6 (IL-6), capacidade funcional (CF) e qualidade de vida (QV) em homens idosos com baixa densidade mineral óssea (BDMO). Completaram este estudo descritivo 56 voluntários idosos, divididos em 3 grupos: G1 (praticantes de TCC com BDMO; n = 20; idade = 69,20±6,19 anos), G2 (controle com BDMO; n = 21; idade = 69,00±5,67 anos) e G3 (controle com massa óssea normal; n = 15; idade = 68,27±6,13 anos). G1 havia praticado o TCC Estilo Yang de 24 Movimentos durante 12 semanas, 2 vezes por semana. G2 e G3 não praticaram atividade física orientada. A densidade mineral óssea (coluna lombar e colo do fêmur) foi avaliada por meio de densitometria de duplo feixe de raios X, IL-6 foi avaliada por ELISA e CF foi avaliada através dos seguintes Testes Fullerton de CF: Resistência Aeróbia (RA), Força de Membros Inferiores (FMMII), Força de Membros Superiores (FMMSS), Flexibilidade de Membros Inferiores (FLEXMMII), Flexibilidade de Membros Superiores (FLEXMMSS), Equilíbrio Estático (EQE) e Equilíbrio Dinâmico (EQD). QV foi avaliada através do Questionário SF-36. Realizou-se estatística descritiva e avaliou-se a normalidade através do teste de Shapiro-Wilk. Para comparar as variáveis dependentes entre os grupos a Análise de Variância (ANOVA) e o Teste de Kruskal Wallis foram aplicados, utilizando o pacote estatístico SPSS, para uma significância de p?0,05. Verificou-se nos praticantes de TCC valores melhores e significantes para algumas CP e QV: RA (p=0,01), FMMII (p=0,02), FMMSS (p=0,03), EQD (p=0,01), QV – Domínio Capacidade Funcional (p=0,02) e QV – Domínio Vitalidade (p=0,03). IL-6 não apresentou diferenças significativas (p=0,72). Estes resultados indicam que TCC é eficaz na melhora da capacidade funcional e qualidade de vida em homens idosos com baixa densidade mineral óssea, porém não altera os níveis da IL-6.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/2407

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.