Investigação do Desconforto Oferecido Por Diferentes Tatames Utilizados na Prática do Judô

Por: Carlos Rodrigo de Melo Roesler, e Sebastião Iberes Lopes Melo.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.9 - n.4 - 2007

Send to Kindle


Resumo

Este estudo, caracterizado de duas formas, exploratório e diagnóstico, com o objetivo de investigar o conforto fornecido por diferentes tatames utilizados na prática do judô. Na pesquisa exploratória, dois atletas executaram projeções (Ippon-Seoi-Nage) e quedas da conseqüente (Zempô-Kaiten-Ukemi) para cada segmento do corpo avaliado (pulso e quadril), em sete tipos de tatame (seis sintéticos e uma de palha). Um acelerômetro triaxial foi fixado no atleta que era projetado (primeiramente no punho e depois no quadril), para as medidas respectivas do impacto. Para a pesquisa de campo, 63 judocas, executando as mesmas técnicas, responderam um protocolo sobre a percepção do desconforto sobre cada tipo de material. Os dados foram coletados por meio do programa SAD32 e as curvas experimentais do acelerômetro foram importadas para o software de MATLAB (versão 5, 1999), para parametrização e derivação a fi m obter o a, q e jerk, respectivamente. Os resultados obtidos para a percepção subjetiva e na parametrização das curvas (a and q), classificaram os tatames quanto ao desconforto, sendo esta classifi cação na ordem crescente para o segmento do punho: A, B, F, G, D, C, E; e para o quadril: A, F, B, C, G, D, E. Acredita-se que os procedimentos descritos aqui para a realização do a, q e os índices do jerk serão úteis para a classifi cação do desconforto fornecido por outros materiais submetidos ao impacto tal como sobresolas e solas de sapatas esportivo.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/4104

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.