Jogos e Brincadeiras Como Metodologia de Ensino do Futebol

Por: Lúcio Fernandes Ferreira e Roseane Oliveira do Nascimento.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O processo ensino-aprendizagem do futebol requer muito mais do que
simplesmente conhecer os fundamentos técnicos da modalidade. Esse
processo requer o conhecimento das necessidades e interesses das crianças.
O ensino do futebol deve pautar-se em quatro princípios básicos: 1) ensinar
futebol a todos; 2) ensinar futebol bem a todos; 3) ensinar mais que futebol
a todos; 4) ensinar a gostar do futebol. Este estudo tem como objetivo
indicar uma alternativa no ensino do futebol. Essa alternativa presente nas
aulas desenvolvidas na escolinha de futebol da Associação Atlética Nilton
Lins/Manaus/AM, utiliza jogos e brincadeiras que fazem parte do universo
lúdico infantil. Brincadeiras como: barra-bandeira; manja-pega; ping-fut;
duplas/rebatidas; boliche; barra-manteiga; revezamento; queimada; mãeda-rua; dia e noite; manja-junta; manja-ajuda; pula-corda; rouba-queijo;
rabo do dragão; dribla fura gol; etc. Os resultados podem ser observados
na freqüência dos alunos nas aulas, no desenvolvimento natural das
habilidades/fundamentos técnicos, e ainda, na sociabilização das crianças.
Os jogos e brincadeiras devem estar presentes em todo programa de
iniciação no futebol, pois além de permitir o desenvolvimento natural,
respeitando o ritmo individual de cada um, são familiares a grande maioria
das crianças.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/78_Anais_p447.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.