Jogos Cooperativos na Recreação Participação Efetiva

Por: Nanci Luz Pimenta.

XI ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo

o trabalho a ser apresentado é um relato de experiência ocorrida em uma oficina intitulada "Recreação através dos Jogos Cooperativos", apresentada na VI Semana de Educação - UERJ, como culminância do trabalho desenvolvido no Curso de Pedagogia do Magistério, desta mesma instituição, na disciplina Recreação. A oficina, de caráter eminentemente prático, foi apresentada com o objetivo de
evidenciar a importância de privilegiar a efetiva participação do aluno no espaço reservado para a recreação na escola, em contrapartida à exacerbação da competição exclusiva.A proposta, mostrando que a recreação deve propiciar uma convivência mais dinâmica, o "re-descobrir" movimentos e suas possibilidades, na escola atual onde predomina o inatismo e a imobilidade; iniciou com um debate baseado na citação de Guillermo Brown (1994) que destacava a importância de jogar com os outros e não contra os outros, superando os desafios ou obstáculos; buscando eliminar a agressão física e desenvolvendo atitudes de cooperação; e na afirmação: a gente joga com os outros para experimentar relações afetivas e, principalmente, joga para sentir prazer e alegria. Após o debate, as atividades recreativas  potencializaram o encontro: de si mesmo, do corpo e o espaço; o encontro com o outro na vivência do contato e o encontro com o grupo, respeitando a pluralidade do ser; sempre sem perder de vista o lúdico, a alegria de compartilhar. Na avaliação, alguns relataram "o voltar a ser criança", ou seja, a liberdade de se expressar, criar, rir e conviver mais intensamente. Isto resultou no olhar mais crítico e
consciente sobre o jogo e a recreação.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.