Jogos Cooperativos: Olhando a Teoria e Escutando a Prática

Por: Paula Marcal Natali.

Revista da Educação Física - UEM - v.20 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Neste estudo analisamos as teorias sobre jogos cooperativos mais comumente divulgadas no Brasil contrastando com a prática das oficinas de jogos cooperativos desenvolvidas no Centro Social Marista Ir. Beno Tomasoni e a partir disso, apontamos princípios que consideramos essenciais na ação educativa com os jogos cooperativos. Esta é uma pesquisa qualitativa e tem como método a análise de conteúdo. Entendemos, a partir deste estudo, que existe uma generalização em relação às teorias propostas sobre jogos cooperativos no Brasil, e esta concepção hegemônica se apresenta contraditória e confusa em sua base teórica. Em contraposição, consideramos que os jogos cooperativos devem ter sua prática norteada e complementada pelos princípios da participação, do respeito, da realidade em movimento, da práxis, da persistência na busca dos princípios e do compromisso político se almeja a transformação social.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/4747/4439

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.