Jogos e Atividades Lúdicas nas Aulas de Educação Física: Contribuições Para o Desenvolvimento Cognitivo da Criança

Por: Marcelo Crepaldi Leitão.

177 páginas. 2006 15/03/2006

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente trabalho foi evidenciar as contribuições dos jogos e das atividades lúdicas nas aulas de Educação Física, bem como, sua importância no que se refere ao desenvolvimento cognitivo da criança pré-escolar e de 1ª a 4ª séries do Ensino Fundamental. O estudo enfocou o histórico da Educação Física escolar no Brasil, suas tendências e perspectivas, formação e atuação dos profissionais da área, a importância das aulas de Educação Física na Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental. Analisou também os jogos lúdicos e suas aplicações num contexto escolar, buscando o aprimoramento das estruturas cognitivas da criança, por meio de um trabalho seqüencial. Investigou os estágios do desenvolvimento cognitivo com abordagens sobre aquisição e formação de conceitos, sendo os jogos e as atividades lúdicas, vistos a partir de enfoques conceituais. A metodologia que norteou o presente foi a pesquisa de campo. A população amostrada contou com o envolvimento de 39 crianças de 5 a 10 anos de idade, de ambos os sexos, cursando desde a educação infantil até a 4ª série do Ensino Fundamental, sendo especificamente um grupo de alunos do Pré III, um grupo de alunos da 2ª série e outro da 4ª série. Contou também com um professor de Educação Física, três professoras polivalentes, uma professora de Educação Infantil e dois monitores. Para a coleta de dados foi desenvolvida e aplicada uma bateria de jogos e atividades lúdicas, com ênfase no aprimoramento das estruturas cognitivas das crianças envolvidas, compreendendo um período de dois meses e meio (10 semanas - 22/set/2004 a 06/dez/2004). O enfoque principal das atividades aplicadas esteve voltado para a melhoria do aspecto cognitivo. Os dados coletados foram analisados quanti e qualitativamente e mostraram que os jogos desenvolvidos (com aumento gradativo de complexidade - inserção de novos fatores de desequilíbrio) foram compatíveis ao nível e séries que se encontravam os alunos envolvidos no processo. Observou-se também, neste estudo, que a cientifização do movimento, dentro de um contexto lúdico, pode exercer um papel imprescindível no desenvolvimento infantil, não somente no aspecto cognitivo, mas também nos aspectos psicomotor e afetivo-social, considerando-se a indissociabilidade desses termos. A pesquisa indicou que houve resultados significativos e sinais de melhoria e avanços na estruturação de aspectos do desenvolvimento cognitivo, a partir das observações realizadas pelas professoras em sala de aula.

 

Endereço: http://tede.unoeste.br/tede/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.