Jogos Eletrônicos: Corporeidade, Violência e Compulsividade

Por: Elisabeth Rose Assumpção Harris, Jeferson Jose Moebus Retondar e Juliana Coutinho Bonnet.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.38 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste artigo é identificar as representações de jovens praticantes de jogos eletrônicos sobre o modo como se veem e de que forma concebem tais práticas. Foi aplicada uma entrevista a 12 jovens escolhidos por conveniência na faixa entre 13 e 21 anos que jogam jogos eletrônicos no mínimo cinco vezes ao dia entre uma a cinco horas. Identificou-se que os sentidos da corporeidade, da violência e da compulsividade só podem ser pensados no contexto da construção imaginária do jogador e, nesse sentido, tal compreensão sinaliza para inúmeras questões do ponto de vista pedagógico.

Endereço: http://www.rbceonline.org.br/pt/jogos-eletronicos-corporeidade-violencia-e/articulo/S0101328915001353/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.