Jogos Estudantis Brasileiros-jebs

Por: Carlos Alberto Garcia, Renato Medeiros de Moraes e Walfrido José Amaral.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

As competições esportivas entre estudantes no Brasil em âmbito nacional tiveram início no alvorecer do século XX com relação aos universitários (ver capítulo sobre Jogos Universitários Brasileiros neste Atlas). Mas entre estabelecimentos do nível secundário, somente na década de 1960 houve jogos entre escolas em âmbito federal, como culminância de competições locais (estaduais e municipais). Em 1969, houve um ensaio de jogos nacionais além das competições vinculadas a universidades promovidas pela então existente Divisão de Educação Física do Ministério de Educação e Cultura – DED-MEC, tendo como diretor o Coronel Artur Orlando da Costa Ferreira e participação do Professor Félix D’Avila, então Inspetor Seccional de Educação Física de Niterói. Foi idealizada então uma competição de porte nacional entre estudantes dos 1º e 2º graus, que na Portaria nº 29, de 22 de maio de 1969, daquela Divisão de Educação Física, assumiu a denominação de Jogos Estudantis Brasileiros. Estes foram propostos para a realização anual em estados que aceitassem promovê-los e com a ajuda do DED-MEC. Cabe registrar que existiam à época algumas competições isoladas localizadas em estados ou grupos de municípios, como os Jogos Estudantis Paraenses – talvez os mais antigos do Brasil -, os Jogos da Primavera na Guanabara (hoje RJ), o Campeonato Colegial em São Paulo e no Rio Grande do Sul, e os Jogos Abertos do Interior em SP, talvez o de maior porte, inaugurados nos anos de 1930 e ainda hoje ativos.

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.