Jogos de Tabuleiro: Um Percurso em Etnias Indígenas

Por: Aluisio Fernandes de Souza, e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.16 - n.1 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Objetivo – incursão na área dos jogos de tabuleiro sob olhares antropológico, educacional e da educação física, em duas etnias do Mato Grosso do Sul. Metodologia – busca literária caracterizando a origens do jogo de tabuleiro; levantamento da presença do jogo em algumas etnias brasileiras e cruzamento com dados empíricos obtidos em uma aldeia da etnia Kadiwéu e duas aldeias Terena. Resultado – entendendo os jogos de tabuleiro como uma das riquezas lúdicas das civilizações e sociedades, os dados contribuíram para fundamentar a idéia de ‘prevenção da identidade’, fator capturado no bojo das refl exões sobre o jogo de tabuleiro entre as etnias. Discussão – os jogos estão presentes na memória dos Kadiwéu mais velhos, mas não no dia-adia da aldeia e na prática escolar; há indícios da presença do jogo entre os Terena. Sua mimese simboliza perseguições ligadas a elementos da natureza e às organizações sociais, desafiando relações de poder. Resultados – a aparente ausência do jogo nas aldeias Terena indica a necessidade e ampliar o estudo nessa etnia, pois é possível que tenha ocorrido de-signifi cação. A presençado jogo de tabuleiro na memória Kadiwéu indica que trabalhos de intervenção educacionaldevem ser realizados na comunidade. Conclusões – compreendemos a manutenção da saúde identitária desses dois povos sob ação preventiva, com o sentido de restabelecer processos de apagamentos de sentidos. Estudos adicionais devem ser realizados visando recuperar memórias e revitalizar este tipo de jogo.

Endereço: portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1115

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.