Judô

Por: Projeto Inteligência Esportiva.
Send to Kindle


Resumo

Filosofia oriental versus esporte moderno

O Judô surgiu como uma daquelas artes marciais que colocava o aprendizado e a desenvolvimento espiritual com igual ou maior importância do que valência física. Essa filosofia tem sua origem ligada ao mestre japonês Jigoro Kano, que no ano de 1882 fundou o Instituto Kodokan, considerado ainda hoje o templo do esporte. Kano foi o responsável por unir características de outras escolas de lutas e formular as regras do Judô (ju-do em japonês), nome que significa “o caminho da suavidade”.

O intuito do mestre fundador era que toda vitória e também as derrotas representassem uma evolução espiritual ao praticante, por meio do respeito ao oponente, ao mestre e ao local de disputa, operando mais ou menos como um código de ética e transpondo a prática como uma mera aplicação de técnicas.

Passados quase 140 anos do surgimento de tal arte marcial, esta perdeu grande parte de suas características originais, tendo em vista que as exigências geradas pela necessidade de resultados, medalhas e prêmios fizeram com que, gradativamente, os atletas colocassem a vitória por si só como objetivo maior, ficando aquela ética filosofia de Kano, restrita às antigas academias orientais sem fins competitivos. É um ônus que se paga ao moldar a arte marcial oriental visando configurá-la como esporte moderno.

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.