Lazer e Representação Social: Pista Para Uma Construção Metodológica Para Avaliação de Política Pública

Por: Marcília de Sousa Silva.

I Congresso Brasileiro de Estudos do Lazer - CBEL

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho tem como objetivo sugerir um modo de problematizar e de criar estratégias analíticas na construção de um procedimento metodológico no campo de pesquisa do lazer. Essa discussão perpassa a pesquisa de doutoramento vinculada ao Programa Interdisciplinar de Pós-graduação em Estudos do Lazer da Universidade Federal de Minas Gerais, que investiga as representações sociais do lazer por meio das experiências do Programa Segundo Tempo na cidade de Belo Horizonte. A pesquisa objetiva uma avaliação qualitativa de políticas educacionais indutivas do governo federal e que se materializam por meio de convênios com instâncias públicas ou particulares, sistematizando o tempo integral para alunos matriculados nas instituições escolares e direcionando para a melhoria da qualidade da educação e, consequentemente, aumento do desempenho escolar, principalmente em áreas de vulnerabilidade social. Tendo em vista a efetividade de uma política educacional que estabelece interfaces com o lazer, o estudo citado pressupõe a representação social como uma ferramenta possível na investigação de processos pelos quais os sujeitos são transformados ou transformam culturas.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.