Lazer em Sociedade do Século XXI: Que Lazer Será Esse?

Por: .

Blog do Bramante - 2014

Send to Kindle


Amigos:
Foi com o título acima que participei na semana passada de uma Mesa-Redonda no XV Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países da Língua Portuguesa na cidade de Recife cujo tema central foi “O Desporto e a bola do mundo: Sociedade, Inovação e Tecnologia”.
Já revelei aqui, em outras ocasiões, o meu gosto por estudar o futuro e creio que essa tenha sido uma das razões por ter escolhido o lazer como área de conhecimento e intervenção para atuar profissionalmente. Para mim, esse tema vive o paradoxo de qualificar a vivências das experiências lúdicas do presente com um porvir de celebração no futuro (seja ele daqui alguns minutos ou mesmo anos). Devo ainda confessar que com o passar dos anos, instala-se em mim um segundo paradoxo: na medida em que avanço no “passado”, em termos de anos vividos, interesso-me, cada vez mais pelo “futuro”…
Revendo uma “postagem” aqui de 25 de outubro de 2010, relatava o grande desafio pelo qual tinha passado quando fora convidado para refletir sobre o lazer na cidade de São Paulo no seu quinto centenário, ou seja, em 2054. Na ocasião (como em outros textos aqui publicados) dizia que voltaria a esse tema um dia. Chegou esse dia. Vale lembrar que o fruto desse trabalho apresentado em 2010 estava baseado em pesquisa bibliográfica e de campo. A partir dali, comecei a pensar em temas essenciais que poderiam impactar a nossa área no presente-futuro e tenho, de tempos em tempos, acrescido algumas projeções pessoais.
Nesse evento de Recife apresentei algumas dessas idéias e gostaria de propor para aqueles que (com vasta paciência) me leem, fazer deste espaço um processo de “conta-gotas” e o mais interativo possível. Pretendo, semanal/quinzenalmente, propor um tema como se fosse um “enunciado” para que as pessoas agreguem suas opiniões no referido tema. Vamos tentar?
O primeiro deles é “A morte do lazer idealizado para a vivência do “mercolazer’”.
Salve engano, creio que o termo “mercolazer” foi primeiro cunhado pelo Professor Fernando Mascarenhas, apresentando, com toda competência que lhe é peculiar, esse assunto em sua tese de doutorado. Trata-se da “comodização” da “atividade” de lazer, distanciando-se muito da experiência lúdica significativa. Será que aquele lazer idealizado, sempre tão sonhado, transformador, cedeu espaço para a realidade de um consumo rápido do entretenimento? Como gestor do lazer, qual é o nosso papel frente a essa polarização de valores entre uma educação emancipadora e a submissão ao mercado também dentro do tempo da não obrigação?
Abraços.
Bramante

Por Bramante
em 23-04-2014, às 11:20

2 comentários. Deixe o seu.

Comentários

Bramante,
Grato pelo convite. Entretanto, ainda me sinto bastante aquém de poder participar com sugestões porquanto não tenho o preparo de um doutor no assunto. Se me permitir, gostaria de acompanhá-los em tais incursões silenciosamente.

A propósito, deu no CEV uma notícia pertinente:

Cidades com projetos de promoção da atividade física reúnem em Guimarães.
A cidade retorna agora 18/abril/2014 ao noticiário português no Correio do Minho

VALE DO AVE
Plataforma das Artes e da Criatividade recebe “Forum Designed to Move Portugal”, no dia 10 de maio. Incorporação da atividade física no quotidiano dos cidadãos é um dos temas em debate. Guimarães vai receber, no próximo dia 10 de maio, pelas 10 horas, na Black Box da Plataforma das Artes e da Criatividade, o “Forum Designed to Move Portugal”. Esta iniciativa da TAFISA (The Association for International Sport for All) tem organização da cooperativa Tempo Livre e conta o apoio da Câmara Municipal de Guimarães e do Instituto Português do Desporto e da Juventude.

Postei artigo também no Procrie: “Guimarães e o Fórum Designed to Move Portugal”
Visite: http://www.procrie.com.br/2014/04/21/forum-designed…-move-portugal-24071/

Abraço. ‎

Por Roberto Pimentel
em 24-04-2014, às 11:24.

Caro Prof. Roberto
Agradeço a sua sempre pronta participação neste espaço, a qual valoriza, e muito, o blog pelas suas contribuições. Gostei de ler que também Guimarães, cidade portuguesa, para a qual você dedica uma atenção especial no seu site, esteja também engajada nesse movimento mundial para estimular a prática da atividade física. Aqui no Brasil, como deve ser do seu conhecimento, graças ao Prof. Lamartine Pereira Da Costa, que sempre esteve no mínimo 20 anos à frente de seu tempo, liderou, nos anos 70 do século passado, o nosso EPT, que já anunciava essa tendência mundial

Por Antonio Carlos Bramante
em 24-04-2014, às 16:18. 

Endereço: https://web.archive.org/web/20150319163653/http://blog.cev.org.br/bramante/2014/lazer-em-sociedade-do-seculo-xxi-que-lazer-sera-esse/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.