Lazer Esportivo e Esporte Para Todos

Por: e Japson Macêdo de Almeida Filho.

Atlas do Esporte no Brasil.

Send to Kindle


Resumo

A partir da segunda metade do século XVIII e durante o século XIX, uma série de fatores importantes mudou significativamente o sistema de relações sociais no que diz respeito à vida pública e privada na Europa. Surgiu, assim, em escala mundial, um novo significado para as atividades sociais, sendo a Revolução Industrial um marco histórico fundamental que veio fortalecer a diferença entre tempo de trabalho e tempo de não trabalho. Com as conquistas dos trabalhadores, o descanso semanal, lei das oito horas de trabalho diário de 1850, a redução da semana de trabalho para cinco dias em 1919, entre outras medidas, faz surgir uma nova conotação do tempo, o da sociedade do lazer, o qual passou a ser ocupado com as mais diversas formas de atividades, segundo anseios, interesses de indivíduos e/ou grupos e tendências da cultura local. No Brasil, além de outras manifestações culturais, surgem os primeiros clubes populares de esportes, no sul do país, na primeira metade do século XIX, por iniciativas de pioneiros alemães e italianos, destacandose a ginástica (Turnen), o bolão e o tiro ao alvo. Jogos tradicionais europeus como a bocchia foram introduzidos nesta época e até hoje são praticadas como lazer popular. O esporte de influência inglesa também surgiu na década de 1840, mas orientou-se para a prática de elite e como demonstração de status social. Na então capital do país, Rio de Janeiro, o turfe e o remo tornaram-se preferências públicas, incluindo posteriormente as camadas populares (Andrade Melo, 1999).

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.