Lazer, Estilo de Vida e Longevidade

Por: .

Movimento - v.3 - n.5 - 1996

Send to Kindle


Resumo

A investigação sobre o fenômeno da longevidade focaliza o potencial bi­ológico e psicossocial da espécie humana para conseguir prolongar a expectativa de vida em ótimo esta­do de saúde. Estudos realizados nos últimos anos têm demonstrado que as influências genéticas e biológicas sobre a longevidade dependem em alto grau da presença ou ausência de influências específicas de estilo de vida. A saúde e a longevidade que se observam na idade avança­da são determinadas principalmen­te por fatores internos e externos que atuam durante todo o processo de desenvolvimento do ser humano. No entanto, o que se constata é uma abundância de mitos e uma escas­sez de dados científicos sobre a complexidade do desenvolvimento do adulto. Nesse contexto, surgem questões extremamente complexas: Qual é a natureza de algumas eta­pas superiores da evolução huma­na? Quais as formas de unidade que integram os estilos de vida dos seres humanos mais evoluídos? Para res­ponder a essas questões, é necessá­rio encontrar exemplos de persona­lidades de ordem verdadeiramente superior e estabelecer o que se cons­titui realmente uma personalidade de ordem superior. Estudiosos que têm investigado esse problema suge­rem que os maiores místicos e sábios do mundo, como Buda e Sócrates, representam algumas etapas mais evoluídas do desenvolvimento hu­mano. Procurando contribuir com essa área do conhecimento, apre­senta-se um modelo teórico de la­zer como um dos elementos consti­tutivos de estilos de vida de pessoas auto-realizadas e metamotivadas para o crescimento transpessoal, tendo em vista subsidiar futuras inves­tigações empíricas sobre o fenôme­no da longevidade plenamente vi­vida. No modelo proposto, o tempo livre é o suporte social, no qual o in­divíduo liberado de todas as suas obrigações institucionais e pessoais poderá defender-se das ideologias mercantilistas e patológicas do ser, conquistando assim o lazer como o espaço-tempo no qual é possível o real desenvolvimento do indivíduo através da produção, gestão ou do usufruto de bens culturais em plena harmonia com a natureza, a socie­dade, os outros e consigo mesmo. O lazer assim estruturado constitui par­te do núcleo fundamental de estilos de vida direcionados para o cresci­mento, nos quais as dimensões pro­fissionais, familiares, religiosas, políti­cas, instrucionais e pessoais do indi­víduo deverão estar auto-realizadas, para poder permitir o desenvolvi­mento de metas transpessoais. Por­tanto, o modelo de lazer trans­pessoal pode ser considerado um in­dicador de estilos de vida plena que, por conseguinte, podem determinar uma longevidade sadia.

Endereço: http://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/2231/939

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.