Lazer, Trabalho e Educação: Pressupostos Ontológicos dos Estudos do Lazer no Brasil

Por: .

148 páginas. 2003 30/05/2003

Send to Kindle


Resumo

Este estudo investiga as relações e determinações entre trabalho – lazer - educaçãopartindo da análise da produção científica publicada nos últimos três anos. Busca ,discutir os nexos e as contradições evidentes nas concepções de sociedade e projeto ,histórico, subjacente nos estudos teóricos sobre lazer, no Brasil. Integra a Linha de ,Estudos e Pesquisa em Educação Física, Esportes e Lazer (LEPEL), da Faculdade de ,Educação, da Universidade Federal da Bahia, cujo foco são as problemáticas ,significativas que envolvem a formação de professores, a produção de conhecimento, a ,prática pedagógica e as políticas educacionais. Tem como objetivos levantar na ,literatura diferentes abordagens sobre as categorias que estabelecem nexos e ,contradições entre lazer, trabalho, educação e formação de professores; reconhecer o ,que vem sendo discutido sobre formação de professores no Brasil, na última décadapara localizar, no contexto dessa discussão, os interesses delimitados que convergem ,para o não-confronto dos trabalhadores com as novas características do processo ,produtivo alienante, situando análises sobre a formação do trabalhador de lazer, a partir ,da formação do professor de Educação Física; e ainda, discutir os pressupostos ,ontológicos, a partir da concepção de sociedade e de projeto histórico, que vêm se ,configurando na produção do conhecimento do lazer, produzida no Brasil. A conclusão ,da pesquisa evidencia que: a) em sociedade de classes, estruturada a partir da ,exploração do trabalho humano e onde essas classes se confrontam, o lazer assumehegemonicamente, a característica de lazer alienado; b) na perspectiva de manutenção ,da reificação da consciência dos trabalhadores, a formação de professores de Educação ,Física corrabora com o processo de alienação na organização do trabalho e do lazer; c) ,os pressupostos referentes à concepção de sociedade e projeto histórico desconsideram ,a caracterização e os nexos que contraditoriamente não estabelecem com radicalidadeas referências sobre projeto histórico superador do capitalismo, comprometendo assim a ,perspectiva teleológica – o vir a ser – no processo de formação humana. Com issoindica-se um desafio para a produção do conhecimento sobre lazer na formação de ,professores, o que significa fazê-lo com base na possibilidade histórica, além do capital.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=231&listaDetalhes%5B%5D=231&processar=Processar

Ver Arquivo (PDF)

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.