Lesões no Judô: Repercussão na Prática Esportiva

Por: Eduardo Monnerat, João Santos Pereira e Thiago de Sá Oliveira.

Acta Fisiátrica - v.17 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a freqüência de lesões durante a pratica de judô, tempo de afastamento da atividade esportiva e tratamento utilizado em atletas federado praticantes de judô de academias e agremiações no Município do Rio de Janeiro.
MÉTODO: Participaram do estudo trinta e cinco atletas, sexo masculino, com idade entre 8 e 30 anos e atividade mínima no esporte de 12 meses. Utilizou-se para avaliação um questionário estruturado validado, composto de 18 perguntas abertas e fechadas.
RESULTADOS E DISCUSSÃO: Verificou-se que a maioria das lesões ocorreu durante os treinamentos (82,86%). A maioria permaneceu afastada da pratica esportiva em média entre 15 e 30 dias. Em relação à terapêutica, observou-se que medicamentos antiinflamatórios foram freqüentemente utilizados (71,4%), seguindo-se repouso (62,9%), imobilização (60%) e gelo local (crioterapia) com 51,4%, sendo esta conduta associada à fisioterapia em 40% das lesões. Necessitaram de intervenção cirúrgica 14,3% dos casos. 
CONCLUSÃO: A ocorrência de lesões durante a prática de Judô predomina nos treinamentos, tendo a maioria dos atletas recuperação em tempo inferior a um mês, sendo a principal opção terapêutica o tratamento conservador. 

Endereço: http://www.actafisiatrica.org.br/detalhe_artigo.asp?id=74

Ver Arquivo (PDF)

Tags: , ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.