Lesões Musculoesqueléticas em Policiais Militares

Por: Diego Apolinário Calasans, Gabriel Theodoro Peixoto e Gabriela Borin.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.6 - 2013

Send to Kindle


Resumo

NTRODUÇÃO: As qualidades físicas precisam ser analisadas e estão associadas como fatores de risco a desenvolver lesões musculoesqueléticas durante o treinamento esportivo militar. 
OBJETIVO: Levantar a epidemiologia das lesões musculoesqueléticas ocorridas em tornozelo e pé de policiais militares. 
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram coletados todos os prontuários de policiais militares que sofreram lesões prévias no tornozelo e pé durante o período de setembro de 2005 a agosto de 2011, as informações foram obtidas através da ficha de avaliação fisioterapêutica constatada nos prontuários, posteriormente os dados obtidos foram tabulados e analisados. 
RESULTADOS: Após a coleta de dados dos prontuários foi observado que houve 29% de lesões ósseas, 32% de ligamentares e 35% de musculares. 
CONCLUSÃO: A entorse de tornozelo demonstra um risco à saúde pública como descrita pela classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionados à saúde, sendo no meio militar também descrita como um risco durante a prática esportiva.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000600007&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.