Levantamento de Estudos Sobre Psicologia do Esporte em Periódicos e Congressos Nacionais de Educação Física Entre 1999 e 2004

Por: Roberta Ribeiro Vieira e Roberto Tadeu Iaochite.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

É na intersecção de conhecimentos advindos das áreas da Educação Física e da Psicologia, mais especificamente no campo da Psicologia do Esporte que se tem buscado a fundamentação tanto para as questões de ordem aplicada como para aquelas que instigam às novas investigações. Para discutirmos essa relação foi realizado um levantamento bibliográfico sobre a produção na área da Psicologia do Esporte entre 1999 a 2004 em 2 periódicos (Qualis A -Nacional) e anais de 2 congressos brasileiros (CBCE e Simpósio Paulista de Educação Física - Unesp) no mesmo período. A partir de categorias estabelecidas: título, autores, ano de publicação, tipo de fonte, objetivo, delineamento metodológico, temas da Psicologia do Esporte, contexto/ modalidades esportivas e principais conclusões, os dados foram sistematizado em planilhas e analisados, por meio da análise do tipo descritiva. Foi encontrado que o maior número de publicações ocorreu nos anos de 1999, 2001 e 2003, o que representou respectivamente 33%, 37% e 21% dos artigos pesquisados. Verificamos também que a maior produção encontra-se nos anais do Simpósio Paulista de Educação Física publicados na Motriz Revista de Educação Física - UNESP com 64%, seguido dos anais do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte com 24%, além da Revista Brasileira de Ciências do Esporte e da Revista Paulista de Educação Física ambas com 6%. Em relação aos temas da psicologia do esporte analisados, verificamos que a ansiedade e o estresse receberam maior destaque com 33%, seguido dos estados emocionais diversos com 15% e da motivação com 12%. Esses temas foram investigados nas modalidades: voleibol (28%), basquetebol (18%) e do futebol (12%). Verificamos ainda que 73% dos artigos analisados apresentavam análises qualitativas, e que 27% apresentavam análises quantitativas. Desta forma, é possível perceber um vasto campo de investigação que se abre na interseção de estudos entre a Psicologia do Esporte e a Educação Física no sentido de se conhecer outros temas, modalidades, contextos e delineamentos metodológicos que favoreçam a um diálogo que possa auxiliar os profissionais que intervêm e/ou produzem conhecimentos nas áreas implicadas neste estudo.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.