Liderança do Treinador e Satisfação de Atletas Escolares

Por: Vinícius de Matos Rodrigues.

160 páginas. 2014 28/02/2014

Send to Kindle


Resumo

Embora a liderança seja um fenômeno amplamente estudado pelos pesquisadores das ciências sociais, seus efeitos no contexto esportivo ainda são pouco conhecidos. Sobretudo, a liderança no esporte escolar tem sido negligenciada. Por outro lado, o esporte escolar tem absorvido grandes investimentos para desenvolver novos atletas e promover a saúde de seus praticantes. Nesse contexto, o treinador (líder) exerce um papel fundamental, pois o seu comportamento influencia, positiva ou negativamente, o desempenho e o bem estar psicológico dos atletas. O presente estudo é baseado no Modelo Multidimensional de Liderança, proposto por Chelladurai (1978, 2007), e teve como objetivo geral analisar a relação entre a liderança dos treinadores e a satisfação de atletas escolares. Os objetivos específicos foram: (1) fazer uma análise descritiva e comparativa do comportamento de liderança dos treinadores e da satisfação dos atletas; (2) verificar a concordância entre a liderança percebida pelos atletas e a autopercebida pelos treinadores; (3) testar a hipótese da congruência da liderança com a satisfação e (4) elaborar um modelo explicativo da satisfação dos atletas a partir do comportamento de liderança do treinador. A amostra foi composta por 466 atletas com idade média de 16,16 (DP = 0,79) e 57 treinadores com idade média de 37,91 (DP = 9,52), participantes da etapa nacional das Olimpíadas Escolares 2012, realizada sob a organização do Comitê Olímpico Brasileiro. Os atletas responderam um questionário sócio demográfico, a Escala de liderança no Esporte (versões preferência e percepção) e o Questionário de Satisfação do Atleta (versão liderança). Já os treinadores responderam um questionário sócio demográfico e a Escala de liderança no Esporte (versão autopercepção). A análise da consistência interna e análise fatorial confirmaram a validade psicométrica dos instrumentos. As comparações intra e intergrupos (de acordo com sexo e tipo de modalidade) demonstraram diferenças em algumas dimensões da liderança e da satisfação. Porém, não houve diferença entre as respostas dos atletas e dos treinadores, sugerindo que há concordância sobre o comportamento apresentado pelo treinador. Os resultados das análises de regressão suportam parcialmente a hipótese de que a satisfação dos atletas é dependente da congruência entre o comportamento do treinador percebido e preferido pelos atletas. Por fim, o modelo elaborado apresenta três dimensões do comportamento de liderança do treinador como variáveis explicativas da satisfação dos atletas.

Endereço: http://tede.biblioteca.ufpb.br:8080/handle/tede/6967

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.