Limiar Anaeróbico de 4,0mm é Capaz de Estimar a Máxima Fase Estável de Lactato de Jogadores de Futebol em Testes de Campo

Por: Christian Emmanuel Torres Cabido, Cristiano Lino Monteiro De-barros, Daniel Barbosa Coelho, Diego de Alcantara Borba, Emerson Rodrigues Pereira, , Rodney Coelho da Paixão, Rodrigo Figueiredo Morandi e Thiago Teixeira Mendes.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.23 - n.2 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Diante à importância da capacidade aeróbia para o desempenho de jogadores de futebol, o Limiar Anaeróbio tem sido um parâmetro comumente utilizado para a avaliação desses atletas. Todavia, faltam informações a respeito da validade dos protocolos de campo adotados no meio futebolístico. Portanto, o objetivo do presente estudo foi comparar os valores de velocidade de corrida (VC) e frequência cardíaca (FC) associados à MFEL e OBLA, e verificar se uma concentração fixa de lactato de 4 mM pode ser utilizada para estimar a MFEL em jogadores de futebol em testes de campo. Para tanto 22 jogadores de futebol da categoria sub 20 anos (18,1 ± 0,2 anos) foram avaliados. O OBLA foi considerado como a VC correspondente a lactatemia de 4,0mM e a MFEL foi determinada por meio de exercícios submáximos de intensidade constante com duração de 30 minutos. Os resultados não demonstraram diferenças significativas entre VC e FC identificadas pela MFEL e OBLA e apresentaram correlação significativa entre VC identificada pela MFEL e OBLA (r=0,56; p<0,01). Conclui-se que a concentração fixa de lactato 4mM (OBLA) pode ser utilizada para estimar a VC associada a MFEL em jogadores de futebol em testes de campo. A FC deve ver utilizada com cautela quanto aplicada isoladamente para controle de intensidade.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/4785

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.