Limiar de Fadiga Neuromuscular Determinado Por Diferentes Periodos de Analise do Sinal Eletromiografico

Por: Eduardo Bodnariuc Fontes.

2008 08/02/2008

Send to Kindle


Resumo

LFNM estabelecido por diferentes períodos de análise do sinal eletromiográfico e comparar os mesmos com a Potência Crítica - PC em indivíduos saudáveis. A amostra foi composta por 17 voluntários saudáveis do sexo masculino (23,4 ± 5,2 anos, 73,6 ± 5,08 kg, 177,8 ± 7,0 cm). Para determinar o LFNM, cada sujeito realizou entre três e quatro cargas constantes no cicloergometro (modelo Corival 400, Quinton Inc, USA) até a exaustão voluntária, com cadência de 60 rpm. Utilizando um eletromiógrafo de 16 canais (MP150, Biopac Systems, Inc., USA), foram coletados sinais EMG do músculo Vasto Lateral. O LFNM foi calculado pelo modelo matemático proposto por (DEVRIES et al., 1982), no qual a taxa de aumento do sinal eletromiográfico atingido durante as cargas constantes é plotado em função das respectivas cargas, sendo o intercepto “y” do prolongamento desta reta considerado o LFNM. Tal procedimento foi reproduzido para cada um dos tempos de duração de análise, 30 segundos (T30s), um minuto (T1min), dois minutos (T2min) e tempo total (TTotal). PC foi determinada através do modelo hiperbólico. Utilizando a potência de LFNM encontrada por TTotal, foi verificado ainda a capacidade dos voluntários de permanecer em teste retangular de 30 min, sem evidência de fadiga neuromuscular. Foram encontradas diferenças significativas entre os períodos de análise para determinação de LFNM (ANOVA). Utilizando T30s a média alcançada foi 266,7 ± 23,1 W, com T1min ficou em 243,4 ± 16,2 W, para T2min obteve 232,6 ± 18,3 W, e utilizando TTotal a média foi de 217,2 ± 23,1 W, já para PC, foi encontrado valores médios de 177,9 ± 27,3 W. Foram encontradas diferenças estatisticamente significantes entre T30s e todos os outros períodos de análise, T1min, T2min e TTotal (p<0,01). O LFNM determinado com T1min, foi diferente estatisticamente também de TTotal (p<0,01). Todos os períodos de análise utilizados para determinar LFNM superestimaram estatisticamente PC (p<0,01). Foi encontrada correlação significativa apenas para TTotal e PC (R2 = 0,72). Durante o protocolo de carga retangular de 30 minutos, a média da exaustão ocorreu em 661,6 ± 303,9 segundos, apenas um dos voluntários completou os teste de 30 minutos. O nível de significância adotado para todas as análises foi de 5%. A partir dos resultados do presente estudo, é possível concluir que o tempo de análise influencia na determinação de LFNM, superestimando PC e a capacidade de adultos jovens em realizar exercícios de carga constante de 30 minutos em cicloergômetro. 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000436592&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.