Linguagem Como Expressão do Corpo - o Significado do Falante à Luz da Fenomenologia de Merleau-ponty

Por: Daniel Cardozo Severo.
Send to Kindle


Sobre a Obra

Falamos cotidianamente. Comunicamo-nos com os outros. Somos quase sempre compreendidos. No entanto, não percebemos que esse ato ordinário é motivo de tanta reflexão filosófica e científica. Se buscarmos na história do pensamento, veremos que a linguagem é um assunto sempre debatido pelos grandes pensadores.

Este livro tem como objetivo central compreender o lugar da linguagem como uma das formas de expressão do corpo. Comumente considera-se a linguagem como o reflexo ou representante de algo ou objeto. Essa concepção perpassa uma longa tradição de pensamento que vem de Platão até os dias atuais e que contamina a visão de nossa ciência atual. Há milênios se discute sua natureza e sua função. Várias conclusões e abordagens sobre esse tema já foram criadas, revistas e criticadas.

Objetivou-se neste trabalho o resgate dessa importância da linguagem visando discutir sua concepção dominante e atual, tanto na filosofia quanto na ciência, propondo uma origem diferente da utilizada, ou seja, partimos da nossa existência e experiência. Discutir uma perspectiva diferente da concepção que comumente é adotada pelo pensamento filosófico e pelo saber científico.

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.