Linguagem Cotidiana e Linguagem Científica no Ensino de Ciências nas Séries Iniciais

Por: Eduardo A. Terrazzan e Eulália Beschorner Marin.

Cadernos Cedes - n.41 - 1997

Send to Kindle


Resumo

A ciência desenvolveu uma linguagem tão específica, tão própria que necessita ser decodificada para ser compreendida por crianças, adolescentes e leigos em geral. Em particular quando trabalhamos com crianças, dada a impossibilidade de recorrermos a formalismos lógico-matemáticos, encontramos dificuldade em desenvolver conteúdos científicos. Por isso, acreditamos que o processo de mediação entre conhecimentos pode dar-se, fundamentalmente, pela linguagem do cotidiano. Nesse sentido, o desafio passa a ser como utilizar essa linguagem para introduzir as crianças no processo de criação/recriação do conhecimento das ciências. Neste texto nos propomos a discutir alguns aspectos relativos ao confronto linguagem cotidiana/linguagem científica no ensino de ciências nas séries iniciais, sobretudo no que tange às analogias e às metáforas como possíveis instrumentos didático-pedagógicos.

Endereço: http://www.cedes.unicamp.br/caderno/cad/cad41.html

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.