Maturação Biológica, Integridade Física e Desempenho Motor de Crianças Púberes

Por: Isabel Fragoso e M. Fortes.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Neste estudo verificámos qual a associação entre a maturação e as diferenças de desempenho de rapazes praticantes de futebol, quando submetidosa uma bateria de testes físicos. Trabalhámos com 33 indivíduos do sexo masculino, com idade variando entre os 11 e os 14 anos, e com condições de prática idêntica (Clube de Regatas Vasco daGama). Aidade óssea foi obtida segundo Greulich &Pyle (1959), as medidas antropométricas segundo Lohman (1988) e a massa livre de gordura (LBM) segundo Cumingham (1991). Os testes físicos aplicados foram: 1) Klissouras (1000m) - potência aeróbia máxima (Klissouras, 1973); 2) salto horizontal - força explosiva de membros inferiores (Guillet, 1983); 3) teste de 300m - potência anaeróbia iáctica (Guillet, 1983); 4) 10saltos sucessivos - potência anaeróbia dosmembros inferiores (Flegner, 1980) e 5) lançamento de bola de futebol com os pés - potência muscular dos membros inferiores e cintura pélvica (Fortes, 1991). Considerados os resultados dos testes físicos, testou-se se as variáveis LBM e Idade Óssea explicavam as diferenças de desempenho observadas. No tratamento estatístico utilizámos medidas de tendência central e correlações simples (p^a:3 0.05). Concluímos que: (1) os resultados dos testes físicos, apresentavam correlações positivas e significativas com a massa livre de gordura e com a idade óssea; (2) o nível de maturação influencia directamente as respostas fisiológicas estudadas em crianças púberes, parecendo assim evidente que a idade cronológica não deve servir para separar crianças por categorias, sendo a idade óssea a medida certa a utilizar nestas idades.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.