Máxima Fase Estável de Lactato Sanguíneo e o Limite Superior do Domínio Pesado em Ciclistas Treinados

Por: Benedito Sérgio Denadai, Camila Coelho Greco, Fabrizio Caputo, Jailton Gregório Pelarigo, Luis Fabiano Barbosa, Mariana Rosada de Souza e Renato Aparecido Corrêa Carita.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.11 - n.3 - 2009

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar se a máxima fase estável de lactato (MLSS) delimita o limite superior do domínio pesado em ciclistas bem treinados. Quatorze ciclistas do sexo masculino (25,5 ± 4,4 anos, 69.5 ± 7,8 kg, 175,8 ± 7,5 cm) realizaram, em diferentes dias, os seguintes testes: exercício incremental até a exaustão para a determinação do pico de consumo de oxigênio (VO2pico) e; 2 a 4 testes de carga constante com duração de até 30 minutos para a determinação da MLSS. O valor do VO2 obtido no 30° min de exercício foi estatisticamente maior que o valor obtido no 3° min de exercício a 100%MLSS (3379,3 ± 250,1 vs. 3496,7 ± 280,2 ml/min, p < 0,05) e a 105% MLSS (3439,5 ± 289,3 vs. 3545,5 ± 303,2 ml/min, p<0,05). O VO2 obtido no 30° min no exercício realizado tanto a 100%MLSS quanto a 105%MLSS foi significantemente menor do que o VO2pico (3978,6 ± 296,2 ml/ min, p > 0,05). Com base nestes resultados, pode-se concluir que durante o exercício pesado (MLSS) o VO2 não apresenta estabilidade, tomando como referência os valores obtidos por volta do 3° minuto de exercício. Em indivíduos treinados, a MLSS não parece ser o limite superior do domínio pesado, pois quando o exercício é realizado acima desta (~ 5%), o VO2pico não é alcançado ao final de 30 minutos de exercício.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2009v11n3p320

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.