Medida do Sono do Questionário Isaq-a Para Aplicação em Universitários: Análise de Reprodutibilidade

Por: Mariana Silva Ferreira e Thiago Ferreira de Sousa.

Arquivos de Ciências do Esporte - v.7 - n.3 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Os objetivos deste estudo foram: i) estimar os níveis de reprodutibilidade da medida de duração do sono estimados pelo questionário Indicadores de Saúde e Qualidade de Vida em Acadêmicos (ISAQ-A) e ii) estimar o poder preditivo da duração do sono em relação ao elevado comportamento sedentário por dia e menor nível de atividade física por dia. Foi realizado um estudo transversal e a medida considerou a quantidade de horas e minutos em um dia da semana e um dia do final de semana. As medidas foram aplicadas em dois momentos, separados por sete dias. A reprodutibilidade foi analisada via coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e gráfico de dispersão de Bland-Altman (GDBA). O poder preditivo da duração do sono em relação aos menores níveis de atividade física e elevado comportamento sedentário foi mensurado via curva ROC. A média de idade foi de 21 anos. Observou-se CCI de 0,81 referente as horas de sono no total, tendo sido observado médias (desvio padrão=DP) de 7,31 (DP: 1,19) horas no teste e 7,55 (DP: 1,32) horas no reteste. Os níveis de concordância por meio do GDBA mostraram diferenças médias satisfatórias (-0,23). Foi observada área de curva ROC=0,78, com ponto de corte de >6,86 horas de sono por dia. Conclui-se que a medida referente a quantidade de sono do questionário ISAQ-A mostrou níveis satisfatórios de reprodutibilidade e predição, assim é possível aplicar em pesquisas com foco em universitários.

Referências

Lauderdale DS, Knutson KL, Yan LL, Liu K, Rathouz PJ. Sleep duration: how well do self-reports reflect objective measures? The CARDIA Sleep Study. Epidemiol Camb Mass. 2008; 19(6): 838–45.

Ayas NT, White DP, Al-Delaimy WK, Manson JE, Stampfer MJ, Speizer FE, et al. A prospective study of self-reported sleep duration and incident diabetes in women. Diabetes Care. 2003; 26(2): 380–4.

Steptoe A, Peacey V, Wardle J. Sleep duration and health in young adults. Arch Intern Med. 2006; 166(16): 1689–92.

Štefan L, Horvatin M, Baić M. Are Sedentary Behaviors Associated with Sleep Duration? A Cross-Sectional Case from Croatia. Int J Environ Res Public Health. 2019;16(2).

Pereira ÉF, Bernardo MPSL, D’Almeida V, Louzada FM. Sono, trabalho e estudo: duração do sono em estudantes trabalhadores e não trabalhadores. Cad Saúde Pública. 2011; 27(5): 975–84.

Meyer KA, Wall MM, Larson NI, Laska MN, Neumark-Sztainer D. Sleep duration and body mass index in a sample of young adults. Obes Silver Spring Md. 2012; 20(6): 1279–87.

Tsou M-T. Association Between Sleep Duration and Health Outcome in Elderly Taiwanese. Int J Gerontol. 2011; 5(4): 200–5.

Pereira EG, Gordia AP, Quadros TMB. Padrão do sono em universitários brasileiros e sua relação com a prática de atividades físicas: uma revisão da literatura. Rev Bras Cienc Saúde. 2011; 9(30): 55–60.

Sousa TF, Fonseca SA, José HPM, Nahas MV. Validade e reprodutibilidade do questionário Indicadores de Saúde e Qualidade de Vida de Acadêmicos (Isaq-A). Arq Ciênc Esporte. 2013; 1(1).

Andrade RD, Felden ÉPG, Teixeira CS, Pelegrinil A. Sono, percepção de saúde e atividade física em adolescentes universitários. Adolesc E Saude. 2017; 14(4): 150–6.

Freedson PS, Melanson E, Sirard J. Calibration of the Computer Science and Applications, Inc. accelerometer. Med Sci Sports Exerc. 1998; 30 (5): 777-81.

World Health Organization. Global recommendations on physical activity for health. Geneva: WHO, 2010.

Mussi FC, Pitanga FJG, Pires CGS. Cumulative sitting time as discriminator of overweight, obesity, abdominal obesity and lipid disorders in nursing university. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2017; 19 (1): 40-49.

Endereço: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/aces/article/view/3807

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.