Medidas Objetivas e Percebidas do Ambiente do Bairro e Sua Associação com a Atividade Física de Lazer em Adultos de Curitiba

Por: Adriano Akira Ferreira Hino.

2014 28/03/2014

Send to Kindle


Resumo

Apesar dos benefícios de um estilo de vida ativo ainda é grande a proporção de pessoas fisicamente inativas. Um dos pontos chaves para aumentar a atividade física na população é compreender seus determinantes. No Brasil, pouco tem se investigado sobre como as características do ambiente podem contribuir para a atividade física da população. Desta forma o presente estudo teve como objetivo geral analisar a associação entre características do ambiente do bairro com a prática de atividade física no lazer. Para isto, o presente estudo de delineamento transversal analisou o nível de atividade física de 699 adultos residentes em 32 setores censitários com diferentes características ambientais da cidade de Curitiba. As características do ambiente do bairro foram avaliadas através da percepção das pessoas, observação sistemática de ruas próximas ao domicilio dos entrevistados e o uso do Sistema de Informação Geográfico. Ainda, todos os espaços públicos em um raio de 1 quilômetro no entorno dos domicílios foram visitados e avaliados com um instrumento do tipo check list para avaliar a existência e qualidade de equipamentos para atividades físicas. A atividade física no lazer foi avaliada pelo Questionário Internacional de Atividade Física e a prática da caminhada foi analisada separadamente da prática de atividades físicas moderadas à vigorosas (AFMV). Dois pontos de corte foram utilizados sendo consideradas as pessoas que “fazem” (≥10 minutos/semana) caminhada ou AFMV no lazer e as que atingem as atuais recomendações para a saúde (≥150 minutos/semana). Para testar associação entre as características do bairro com a atividade física no lazer, foi utilizado um modelo logístico binário multinível para levar em conta a estrutura hierárquica dos dados (699 pessoas amostradas em 32 setores censitários). Após o ajuste para as potenciais variáveis de confusão, estética do bairro, maior densidade residencial, e menor disponibilidade de espaços públicos de lazer com um ou mais equipamentos para atividade física foram associados a maior chance dos adultos caminharem. Maior densidade residencial, a existência e acesso a espaços privados e públicos de lazer, presença e qualidade de calçadas e estruturas para segurança de pedestres foram associados a maior chance da prática de AFMV. A associação entre características do ambiente do bairro e a prática de atividade física no lazer pode ser modificada (moderada) por características individuais como sexo, faixa-etária, escolaridade e tempo de trabalho/escola. Com base nos resultados obtidos, concluise que o ambiente do bairro esta associado com o comportamento fisicamente ativo no lazer de adultos podendo estas associações serem específicas para algumas características individuais.

Endereço: http://www.pgedf.ufpr.br/Teses.html

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.