Memória e História da Inovação Educacional no Brasil: o Caso dos Ginásios Vocacionais (1961-1969)

Por: Daniel Ferraz Chiozzini.

335 páginas. 2010 03/02/2010

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa é um estudo da história e da memória dos Ginásios Estaduais Vocacionais, projeto experimental educacional desenvolvido entre 1961 e 1969 no Estado de São Paulo, a partir da análise de documentos escritos, gravações de reuniões pedagógicas da época e bibliografia de referência. A análise dos registros da memória individual de dois educadores que participaram desse projeto experimental é utilizada como ponto de partida para o estudo da memória coletiva dos Ginásios, permitindo identificar as diferenças e conflitos existentes na sua cúpula administrativa, o Serviço do Ensino Vocacional (SEV). Tais diferenças mostram que a construção da proposta educacional das escolas, e, especialmente, sua sistematização no ano 1968, culminou com um conflito entre grupos internos, revelando não apenas concepções distintas de escola experimental que se desenvolveram ao longo da existência dos Ginásios, mas também a construção de diferentes memórias da experiência educacional. Essas questões também permitem uma discussão dos sentidos e das intencionalidades que nortearam o desenvolvimento de escolas experimentais da década de 1960, da produção teórica acerca das mesmas e sua relevância para a discussão de alguns dos dilemas educacionais do período, tais como a relação entre escola e transformação social, a expansão do sistema público educacional e o uso de metodologias e técnicas educacionais consideradas inovadoras

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000477403

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.