Memória, futebol e mulher: anonimato, oficialização e seus reflexos na capital paraense (1980-2007)

Por: Sandra Letícia Ferreira Magalhães.

Recorde: Revista de História do Esporte - v.1 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Trata-se de um estudo monográfico que se propõe a discutir o processo de construção do futebol feminino na capital paraense, com ênfase para a participação feminina nesse esporte no contexto de redemocratização no Brasil, destacando o processo de oficialização dessa categoria na primeira metade da década de 1980, estendendo-se até a primeira metade do século XXI. Assim como enfatizar o esquecimento do futebol feminino paraense por parte das autoridades competentes. Nesse sentido, busca-se priorizar os sujeitos históricos envolvidos, a redefinição do papel feminino na sociedade paraense, os debates que movimentaram a oficialização do esporte, e diversas funções exercidas pelas mulheres no futebol: atleta, arbitra, torcedora, técnica, etc. Abordando a questão do preconceito relacionado ao gênero e a relação da condição sexual das jogadoras com o futebol, observando a questão da violência muito presente no futebol feminino devido a rivalidade entre os clubes, principalmente, Remo e Paysandú, que atingia atletas, torcedores, dirigentes, imprensa e até a policia militar.

Endereço: http://www.sport.ifcs.ufrj.br/recorde/sumario.asp?ed=2#artigos

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.