Messi e o Playstation: Quando o Herói Vira Pop e Se Torna Objeto de Entretenimento e Consumo

Por: .

XXXIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação - Intercom

Send to Kindle


Resumo

Em 6 de abril de 2010, após a partida em que sua equipe, o Arsenal, da Inglaterra, foi goleada pelo Barcelona, da Espanha, por 4 a 1, o treinador Arsene Wenger, em entrevista à imprensa, qualificou o atleta Lionel Messi, da equipe espanhola, como “um jogador de PlayStation. Os ídolos do futebol do passado, como Pelé e Maradona, foram qualificados, quando jogavam, como, respectivamente, Rei e Deus. Os ídolos do esporte, na cultura pós-moderna, têm suas imagens associadas a produtos ou empresas globalizadas. O objetivo do nosso trabalho é averiguar as relações existentes entre o esporte, e seu universo, e a chamada cultura “pop”, voltada para a construção de signos, destinados a incentivar o consumo do entretenimento esportivo. É nossa intenção analisar como os meios de comunicação de massa, em especial os digitais, contribuem para a mercantilização do futebol e sua inserção no universo dessa cultura “pop”.

Endereço: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2010/index.htm

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.