Metanálise do Efeito da Suplementação de Whey Protein Isolado, Concentrado e Hidrolisado na Composição Corporal de Praticantes de Atividade Física

Por: Flávio Henrique Souza de Araújo, Luis Henrique Almeida Castro, Luiz Augusto Freire Lopes, Mi Ye Marcaida Olímpio, Raquel Borges de Barros Primo, Ricardo Fernandes, Silvia Aparecida Oesterreich e Thiago Teixeira Pereira.

43º Simpósio Internacional de Ciências do Esporte Simpoce

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Whey protein (WP) é um suplemento alimentar amplamente divulgado associado ao ganho de massa magra (MM) e perda de massa gorda (MG), justificando seu extenso consumo por praticantes de treinamento resistido visando à hipertrofia. Objetivo: Analisar o efeito do VVP em sua forma concentrada (WPC), hidrolisada (WPH) e isolada (WPI) comparado a placebos isocalóricos. Métodos: Uma revisão sistemática com metanálise CRD42019121382 (PROSPERO) foi conduzida em conformidade com as recomendações da Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-analysis (PRISMA). Todas as etapas foram executadas de modo cego e em pares por pelo menos 02 autores que não mantiveram contato entre si durante a execução de cada processo. A busca sistemática foi implementada em 05 bases científicas (PubMed, Cochrane Central, Scopus, SPORTdiscus e Web of Science), com 5299 ensaios clínicos randomizados(ECR) selecionados, dos quais 8 preencheram todos os critérios de inclusão. Metanálises de efeitos randômicos foram executadas a partir dos valores finais e iniciais da composição corporal de 246 esportistas adultos e saudáveis, submetidos a 64,5 ± 15,3 dias de treino suplementados, com doses que variaram de 0,24 a 1,28 g Kg' de WP. A heterogeneidade entre os estudos selecionados pode ser considerada baixa, muito baixa ou, ainda, em alguns casos, potencialmente nula com valores de 12 equivalentes a 0%. Resultados: Não houve efeito no ganho de MM independentemente do tipo de WP, do seu percentual proteico ou do nível de atividade física do indivíduo (19).0,05). Porém, a redução da MG foi significativa (0,96Kg, -1.37, -0.55 95% IC, p<0.001), ocorrendo apenas para o WPC (p=0.030) e para praticantes regulares (53x/semana) de exercício (p=0.014). Além disso, esta redução apresentou tendência inversamente proporcional ao teor proteico, sendo verificada apenas em valores reduzidos (50-81%, p<0.001). Estes achados divergiram da literatura que consolida o efeito positivo da suplementação de WP associado à hipertrofia. Conclusões: Esta abordagem, voltada aos diferentes tipos de WP em metanálise, permanecia inédita na literatura até agora. Contudo, devido ao baixo número de estudos corroborando com o poder das evidências encontradas, novas metanálises devem ser conduzidas de acordo com novas publicações de ECR, a fim de investigara amplitude do efeito das variantes do WP e outras variáveis 

Endereço: http://celafiscs.org.br

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.