Metodologia Para Descrição da Orientação do Corpo Humano.

Por: Luciano Allegretti Mercadante.

106 páginas. 1994

Send to Kindle


Resumo

A metodologia proposta neste trabalho apresenta uma solução para a definição da orientação do corpo humano, tanto em situação estática quanto durante o movimento, utilizando o conceito de elipsóide de inércia tal como é apresentado na Mecânica Clássica. Representamos o corpo por um objeto simples e único que conserva suas principais propriedades mecânicas, através de um elipsóide homogêneo equivalente, onde os critérios dessa equivalência baseiam-se: na posição do centro de massa do corpo coincidente com o centro da elipsóide, na mesma orientação espacial dos eixos principais centrais de inércia dos dois corpos, além de valores iguais dos momentos de inércia. Portanto os dois corpos, humano e elipsóide equivalente, apresentam o mesmo elipsóide central de inércia, que é calculado neste trabalho. A posição do centro de massa e os três eixos principais centrais de inércia são determinados pela distribuição de massa do corpo humano a partir da localização, orientação e parâmetros inerciais dos segmentos desse corpo, considerando-o como sendo formado por um conjunto de segmentos rígidos articulados entre si. Apresentamos uma revisão de elementos da teoria: centro de massa, momento de inércia e elipsóide de inércia. Realizamos uma aplicação bidimensional a partir de filmagem com câmera VHS e processamento computacional, objetivando ilustrar e verificar a aplicabilidade dessa teoria ao corpo humano. Nesse exemplo um sujeito realiza um salto em distância sem corrida, com os pés em ligeiro afastamento lateral. O movimento escolhido apresenta características de simetria em relação ao plano sagital, o que nos permitiu realizar essa aplicação bidimensional. O corpo humano em movimento passou a ser representado pelas suas elipses centrais de inércia, as quais mudam de forma conforme variam as posições relativas dos segmentos do sujeito durante o salto. A localização desse corpo é definida pela posição do seu centro de massa, que coincide com o centro da elipse, e sua orientação definida pela inclinação em relação a vertical do seu eixo principal central de inércia maior. Os parâmetros inerciais dos segmentos foram obtidos pelo modelo antropométrico proposto por Zatsiorsky & Seluyanov (1983). Esse trabalho foi desenvolvido no Laboratório de Instrumentação para Biomecânica da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (LIB - FEF - UNICAMP).

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=1977&listaDetalhes%5B%5D=1977&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.