Métodos de Avaliação de Atividade Física: Uma Revisão Sistemática Focada em Idosos

Por: Danilla Icassatti Corazza, Deisy Terumi Ueno, émerson Sebastião e .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.15 - n.2 - 2013

Send to Kindle


Resumo

Dentre os diferentes instrumentos para medida da atividade física, o uso de questionários, pedômetros e acelerômetros na população idosa é algo bastante frequente. O objetivo do estudo foi analisar, dentre os instrumentos de medida da atividade mais utilizados em idosos, o protocolo mais adotado para cada instrumento e explorar possíveis vantagens e desvantagens dos métodos utilizados para o mesmo instrumento. Para tanto, efetuou-se uma busca em bases de dados, além de referências cruzadas dos artigos selecionados, dos quais foram selecionados 16 estudos. Os estudos analisados demonstram que questionários normalmente são aplicados em forma de entrevista ou autoadministrado, avaliando os domínios de lazer, esporte e atividades domésticas, com tempo de recordação de uma semana típica do último mês. Já em relação aos pedômetros e acelerômetros, 5 dias têm sido considerados suficientes para a coleta de dados. Os aparelhos são frequentemente utilizados na cintura ou quadril com uma cinta ou preso à roupa, e retirados apenas quando os idosos forem realizar atividades aquáticas ou dormir. A utilização de um ou outro instrumento deve levar em conta as vantagens e desvantagens que influenciarão na escolha do mesmo, como número de participantes a serem avaliados, tempo disponível para avaliação, entre outros. A utilização de acelerômetro juntamente com a aplicação de um questionário de AF pode ceder medidas mais confiáveis e precisas quanto ao nível de AF, porém recomenda-se que em idosos os questionários sejam realizados sob a forma de entrevista, a fim de minimizar possíveis erros de interpretação das questões.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2013v15n2p256

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.