Métodos de Quantificação de Carga de Treinamento em Exercício Realizado no Máximo Estado Estável de Lactato

Por: Fábio Yuzo Nakamura e Lúcio Flavio Soares Caldeira.

Motriz - v.16 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi comparar e correlacionar as estimativas de impulso de treinamento (TRIMP) propostos por Banister (TRIMPBanister), Stagno (TRIMPStagno) e Manzi (TRIMPManzi). Os participantes foram submetidos a um teste progressivo em cicloergômetro, com registro da freqüência cardíaca e da concentração de lactato sanguíneo. Em uma segunda ocasião, realizaram 30 min. de exercício na intensidade correspondente ao máximo estado estável de lactato, a partir do qual foram calculados o TRIMPBanister, TRIMPStagno e TRIMPManzi. Os valores médios de TRIMPBanister (56,5 ± 8,2 u.a.) e TRIMPStagno (51,2 ± 12,4 u.a.) não diferiram entre si (P > 0,05) e foram altamente correlacionados (r = 0,90), com boa concordância, ou seja, viés reduzido e limites de concordância relativamente estreitos. O TRIMPStagno e TRIMPManzi (73,4 ± 17,6 u.a.) apresentarem alta correlação (r = 0,93), mas com diferença significantes entre eles; ainda, se mostraram pouco concordantes. As estimativas de TRIMPBanister e TRIMPManzi não foram diferentes (P = 0,06) e apresentaram alta correlação (r = 0,82), com baixa concordância. Assim, conclui-se que os métodos de TRIMP não são equivalentes. Na prática, parece ser prudente monitorar o processo de treinamento assumindo apenas uma das estimativas.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/3132/2944

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.