Metropolização e Megaventos: Impactos da Copa do Mundo no Espaço Urbano e na Gestão Urbana de Porto Alegre – Rs

Por: César Berzagui, Lucimar Fátima Siqueira, Mário Leal Lahorgue e Paulo Roberto Rodrigues Soares.

Os Impactos da Copa do Mundo 2014 e das Olimpíadas 2016.

Send to Kindle


Resumo

Introdução

Este artigo discute como o megaevento esportivo Copa do Mundo da FIFA está gerando impactos socioespaciais, na gestão urbana e nas políticas pú- blicas da cidade de Porto Alegre. A capital do estado do Rio Grande do Sul, com 1,5 milhões de habitantes (4 milhões na sua região metropolitana) é uma das sedes do Mundial. Sendo uma das principais cidades brasileiras e a metrópole mais próxima dos países do Prata (Uruguai e Argentina), não havia dúvidas da sua escolha como uma das sedes da Copa. Além do mais, Porto Alegre tem uma larga tradição futebolística, sediou jogos da Copa de 1950 e seus dois grandes clubes têm estádios próprios e títulos de projeção internacional. Ou seja, a cidade dispunha de condições objetivas e subjetivas para acolher os jogos da Copa do Mundo. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.