Mídia e o Movimento Paralímpico no Brasil: Relações Sob o Ponto de Vista de Dirigentes do Comitê Paralímpico Brasileiro

Por: Gustavo Luis Gutierrez, , e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.27 - n.4 - 2013

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi investigar formas de relação entre a mídia e a divulgação e comercialização do movimento paralímpico brasileiro. A metodologia de pesquisa baseou-se: em entrevistas semiestruturadas com gestores do Comitê Paralímpico Brasileiro, relativas a processos de administração do movimento paralímpico e formas de relação deste com meios de comunicação; Análise de dados através do método "Discurso do Sujeito Coletivo"; Discussão fundamentada em categorias da obra de Pierre Bourdieu. RESULTADOS: a exploração do movimento paralímpico por parte da mídia brasileira é algo que pode ser melhorado; O esporte paralímpico ainda não possui um capital simbólico que o legitime comercialmente, embora tenha evoluído neste aspecto; Para alcançar maior relevância comercial, pode ser interessante que o movimento paralímpico continue seu processo de busca por aumento da profissionalização e se adeque a direções propostas pela mídia. Talvez com isso, venha a melhorar a exposição de sua vertente esportiva de alto rendimento, destacando sua capacidade de criar ídolos, produzir emoções prazerosas e atrair interesse de espectadores.

PALAVRAS-CHAVE: Esporte; Paralímpico; Mídia; Atividade motora adaptada; Pierre Bourdieu.

Endereço: http://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/77913

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.