Modelação Multinível e Delineamento Longitudinal-misto na Pesquisa em Educação Física e Ciências do Esporte

Por: , Fernanda Karina dos Santos, Joey Eisenmann, José Antônio Ribeiro Maia, Michele Caroline de Souza e Thayse Natacha Gomes.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.29 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O propósito deste estudo é apresentar o uso da modelação multinível (MMN) com informação oriunda de um estudo longitudinal-misto sobre o crescimento, desenvolvimento e saúde de adolescentes portugueses. A amostra foi composta por 5155 indivíduos divididos em quatro coortes que abrangem as faixas etárias dos 10 aos 12, 12 aos 14, 14 aos 16 e 16 aos 18 anos. As variáveis de estudo foram a força de preensão manual e o percentual de gordura total (%GTotal). A análise mostrou trajetórias curvilíneas do desempenho de força de preensão, com maiores incrementos anuais nos meninos. O %GTtotal apresentou associação positiva com o desempenho da força estática; constatou-se uma forte variabilidade interindividual. O recurso ao delineamento longitudinal-misto permitiu a recolha mais célere da informação; e a metodologia MMN mostrou-se suficientemente flexível e robusta para acomodar, num modelo único, aspectos da mudança individual e das diferenças interindividuais do desempenho da força estática condicionados à ação do tempo.

Endereço: https://doi.org/10.1590/1807-55092015000100035

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.