Monitoração das Cargas de Treinamento Sistematizado e Adaptações de Desempenho, Medidas Antropométricas e Motoras em Jovens Atletas de Natação : Um Estudo de Caso

Por: Vinicius Augusto Quensishzi Carvalho.

2016 18/11/2016

Send to Kindle


Resumo

Compreender o processo de treinamento esportivo na prática é fundamental para entender as adaptações decorrentes do mesmo. Faz-se importante a maneira na qual é feita a sistematização do treinamento, o controle das cargas externas e internas, as decorrentes mudanças antropométricas, morfológicas e motoras e a evolução do desempenho. Deste modo, o objetivo do presente estudo foi verificar as adaptações provenientes do treinamento sistematizado na natação, com relação ao aspecto físico e desempenho, buscando descrever as cargas de treinamento utilizadas em cada período. Metodologia: A amostra deste estudo foi intencionalmente selecionada e composta por jovens atletas de natação, do sexo masculino (2) e feminino (2), de categorias juvenil (16 anos) e júnior (17 anos). Para compreender o processo de treinamento foi realizada uma análise documental da periodização, demonstrando a estrutura, avaliando-se as cargas de treinamento impostas e percebidas pelos atletas bem como o nível de recuperação. Foram avaliadas as características antropométricas, motoras e de desempenho específico da modalidade, afim de verificar as mudanças ocorridas. Para avaliar a concordância das cargas impostas e percebidas foi verificado o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) entre a percepção subjetiva de esforço (PSE) do técnico e dos atletas. Foi verificado também a correlação entre a carga externa e interna, com o objetivo de avaliar o que foi capaz de gerar maior influência sobre a carga interna. Resultados: As cargas externas de treinamento realizadas foram menores do que as mencionadas em outros estudos. Com relação as avaliações antropométricas foi verificada adaptações irrelevantes, entretanto os valores são semelhantes aos apresentados por estudos anteriores. Para os testes motores, a força máxima apresentou melhora significativa. Nos testes específicos, velocidade de 25m, capacidade aeróbia e potência anaeróbia foi possível verificar adaptações positivas mediante ao treinamento realizado. O coeficiente de correlação intraclasse entre PSE técnico e atletas encontrado é muito alto e significante (CCI=0,895), demonstrando a compreensão dos atletas ao método e confirmando concordância de planejamento e execução do treinamento. O volume total apresentou maior correlação com a carga de treinamento (CT), sendo o maior influenciador de altos valores de CT as sessões de treino de produção de lactato. A monitoração da recuperação demonstrou que os atletas estavam bem recuperados, principalmente quando próximos da competição alvo. O desempenho competitivo melhorou nas quatro distâncias avaliadas, com importante melhora no momento da competição principal. Conclusão: Deste modo, faz-se possível afirmar que o treinamento realizado foi capaz de gerar adaptações positivas no desempenho competitivo destes atletas de natação. A monitoração das cargas de treinamento e da recuperação se demonstraram como ferramentas importantes durante o processo de treinamento.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000209616

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.