Monitoramento do Nível de Estresse de Atletas da Seleção Brasileira de Basquetebol Feminino Durante a Preparação Para a Copa América 2009

Por: Ademir Felipe Schultz Arruda, Alexandre Moreira, , João Antonio Nunes, Luís Viveiros e .

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.19 - n.1 - 2013

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVOS: 1) investigar a influência da periodização do treinamento de força sobre o perfil dos estados de humor e resposta do cortisol salivar; e 2) verificar a ocorrência do "perfil iceberg" em atletas da seleção brasileira de basquetebol feminino. 
MÉTODO: O estudo foi conduzido durante o período preparatório para a Copa América 2009, que incluiu três microciclos de treinamento de força com objetivos distintos (resistência muscular, força máxima e potência). As atletas forneceram amostras de saliva e, posteriormente, responderam o questionário short-POMS no início e ao final de cada microciclo. 
RESULTADOS: Após a ANOVA de medidas repetidas, não foram observadas diferenças para os estados de humor e a concentração de cortisol durante o período investigado. 
CONCLUSÃO: Os diferentes conteúdos do treinamento de força não afetaram os parâmetros investigados, indicando estabilidade do nível de estresse. O "perfil iceberg" foi verificado em todos os momentos avaliados.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922013000100009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.