Mortes Esportivas e Alegorias Políticas: Etnografando Temores em Torno dos Esportes-nação

Por: Luiz Henrique de Toledo.

Anuário Antropológico - 2019

Send to Kindle


.Resumo

Da literatura esportiva aos estudos socioantropológicos, a morte como evento total tem recebido descontinuadas menções como mote de inúmeras narrativas alegóricas, que se interpõe ao futebol como tema. Tomada meramente como dado biográfico ou acontecimento articulado aos processos estéticos e sociais mais abrangentes, a morte pode ser problematizada como evento histórico “quente”, extensão metafórica e recurso metodológico na sistematização de análises sobre simbolismos rituais em torno dos esportes. Neste artigo ela se apresenta como dado etnográfico, que rearticula todas essas outras abordagens. Pretende-se dialogar com alguns desses usos e dimensões em torno do tema da morte, reclassificado como morte esportiva, articulando percepções sobre a noção de esporte-nação. Morte esportiva encerra feixes de narrativas que nascem, morrem e renascem de conjunturas específicas, da cultura esportiva à política, da política ao cultivo do esporte como tema da literatura ou de pesquisas acadêmicas, das narrativas históricas às narrativas cujas fabulações flertam com narrativas ditas “míticas”.

Endereço: https://journals.openedition.org/aa/3519

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.