Motivação e Autoestima Relacionada à Prática de Atividade Física em Adultos e Idosos

Por: Daniel Bavoso, José Maria Montiel, Juliana Francisca Cecato e Lívia Galeote.

Revista Brasileira de Psicologia do Esporte - v.7 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

A atividade física oferece benefícios com relação à saúde física e mental dos praticantes. Contudo, pouco se conhece sobre o que motiva os participantes adultos e idosos a procurar a prática de exercício físico. Objetivou-se investigar a relação entre autoestima e a motivação de praticantes de atividade física acima de 40 anos de idade. Para isso, foram coletadas informações de 43 praticantes de atividades físicas em academias. Além do questionário socioeconômico, foram aplicadas a Escala de Motivações para a prática de Exercício Físico em Academias e Escala de Autoestima de Rosemberg. Optou-se, ainda, dividir a escala de motivação em 4 aspectos: “Indicação Médica”, “Socialização”, “Aparência Física” e “Manutenção da Saúde”. Os dados mostraram que o grupo de adultos (40 a 59 anos) possuem motivação multifatorial para à prática de exercício físico. Grupo de idosos (acima dos 60 anos) apresentou correlação entre autoestima e os aspectos motivacionais Indicação médica (p< 0,0001), Socialização (p= 0,048), Aparência física (p= 0,047) e Manutenção da saúde (p< 0,0001). Pode-se concluir que os adultos procuram a prática de atividade física devido a diversos fatores (aspectos multifatorial), enquanto que os idosos buscam a prática da atividade física pela preocupação com a sensação de sentir-se só, manutenção da saúde, indicação médica e também pela preocupação com a aparência física.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBPE/article/view/8362

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.