Motivação e Ginástica Artística: a Opinião de Praticantes e Seus Professores

Por: , , e Priscila Lopes.

Corpoconsciência - v.22 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Um dos aspectos analisados pela Psicologia do Esporte diz respeito à motivação. De origem intrínseca ou extrínseca, ela indica caminhos para a consolidação de ambientes de aprendizagem no esporte que deve atender, sobretudo, interesses do praticante. Logo, analisá-la e discuti-la tornou-se pertinente. Por meio da pesquisa qualitativa, cuja coleta de dados ocorreu pela entrevista semiestruturada e a análise pela Análise de Conteúdo, refletimos sobre a motivação de praticantes de ginástica artística e a opinião dos seus professores sobre os motivos de adesão, permanência e objetivos com a prática. No cruzamento entre os depoimentos das praticantes e professores há consonância nos aspetos intrínsecos, com destaque para características técnicas e desafiantes da ginástica artística. O mesmo não ocorre nos aspectos extrínsecos. De fato, as alunas praticantes parecem ter uma intenção de prática mais abrangente do que a elencada pelos seus professores, que parecem indicar o viés mais relativo a formação de atleta.

Referências

BARDIN, Lawrence. Análise de conteúdo. 4. ed. Lisboa, Portugal: Edições 70, 2006.

BECKER JÚNIOR, Benno; TELÖKEN, Elenita. A criança no esporte. In: BECKER JÚNIOR, Benno (Org.). Psicologia aplicada à criança no esporte. Novo Hamburgo, RS: FEEVALE, 2000.

BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. 11. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

BRASIL. Diagnóstico Nacional do Esporte: A prática de esporte no Brasil. 2016. Disponível em: . Acesso em 29 de set. de 2016.

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista brasileira de enfermagem, v. 57, n. 5, p. 611-614, 2004.

CARBINATTO, Michele Viviene e colaboradores. Campos de atuação em ginástica: estado da arte nos periódicos brasileiros. Movimento, v. 22, n. 3, p. 917-928, 2016.

CARBINATTO, Michele Viviene; FREITAS, Elisangela Gamarano de; CHAVES, Aline Dessupoio. Women’s artistic gymnastics coaches in Brazil: from opportunity to olympic games. Sports coaching review, v.5, n.2, p.1-11, 2016.

CARBINATTO, Michele Viviene e colaboradores. Motivação e ginástica artística no contexto extracurricular. Conexões, v. 8, n. 3, p. 124-145, 2010.

CARBINATTO, Michele Viviene e colaboradores. Pedagogia do esporte e motivação: discussão à luz da opinião de ginastas. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 31, n. 2, p. 433-446, 2017.

CARVALHO, Soraya de. O discurso midiático da ginástica artística. 102f. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade Católica de Brasília, Brasília, DF, 2007.

CERASOLI, Christopher P., NICKLIN, Jessica M.; FORD, Michael T. Intrinsic motivation and extrinsic incentives jointly predict performance: A 40-year meta-analysis. Psychological bulletin, v. 140, n. 4, p. 980, 2014.

COAKLEY, Jay. Sports in society: issues and controversies. New York, USA: McGraw Hill. 2001.

COGAN, Karen D. Sport psychology in gymnastics. In: DOSIL, Joaquin (Edit.). The sport psychologist's handbook: a guide for sport specific performance enhancement. Chichester, England: John Wiley & Sons Ltd., 2008.

COGAN, Karen D.; VIDMAR, Peter. Sports psychology library: gymnastics. Morgantown, USA: Fitness Information Technology, 2000.

COSTA, Vitor Ricci e colaboradores. A motivação para as primeiras peripécias na ginástica artística: a perspectiva de praticantes iniciantes. Pensar a prática, v. 20, n. 2, p. 295-305, abr./ jun., 2017.

FARIAS, Wallisson Lucas dos Santos e colaboradores. Educação física escolar nos anos finais do ensino fundamental e a prática de atividades físicas fora da escola. Revasf, v. 7, n. 12, p. 163-176, abr., 2017.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GILLET, Nicolas e colaboradores. Examining the motivation-performance relationship in competitive sport: A cluster-analytic approach. International journal of sport psychology, v. 43, n. 2, 2012.

GORDILLO, Alex. Intervenção com os pais. In: BECKER JÚNIOR, Benno (Org.). Psicologia aplicada à criança no esporte. Novo Hamburgo, RS: FEEVALE, 2000.

GUIA ESCOLAS SÃO PAULO. Guia Escolas São Paulo. São Paulo: Educacional Marketing e Editora, 2008.

HOLT, Nicolas L. Positive youth development through sport. Nova York, USA: Routledge, 2016.

KAY, Tess; SPAAIJ, Ramón. The mediating effects of family on sport in international development contexts. International review for the sociology of sport, v. 47, n. 1, p. 77-94, 2012.

LIMA, Letícia Bartholomeu de Queiroz e colaboradores. A produção acadêmica em ginástica na pós-graduação em educação física das universidades estaduais de São Paulo. Revista brasileira de ciência e movimento, v.24, n.1, p.52-68, 2016.

LOPES, Priscila. Motivação e ginástica artística formativa no contexto extracurricular. 216f. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação Física e Esporte). Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2009.

LOPES, Priscila; NUNOMURA, Myrian. Motivação para a prática e permanência na ginástica artística de alto nível. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 21, n. 3, p. 177-87, 2007.

LOPES, Priscila e colaboradores. Motivos de abandono na prática de ginástica artística no contexto extracurricular. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 30, n. 4, p. 1043-49, 2016.

LOPES, Priscila; OLIVEIRA, Maurício Santos; NUNOMURA, Myrian. Motivação e ginástica artística na escola: a perspectiva do professor. Revista brasileira de ciência e movimento, v. 24, n. 1, p. 69-79, 2016.

LONGO, Renan Acerbi e colaboradores. A permanência de crianças e jovens nos esportes: olhares para iniciação e especialização esportiva. Caderno de educação física e esporte, v. 15, n. 2, p. 121-132, jul./ dez., 2017.

LOVISOLO, Hugo. Tédio e espetáculo esportivo. In: ALABARCES, Pablo. Futbologias: futbol, identidad y violencia en América Latina. Buenos Aires: CLACSO, p. 241-255, 2003. Disponível em: . Acesso em: 12 set. 2007.

MAGEAU, Geneviève A.; VALLERAND, Robert. J. The coach–athlete relationship: a motivational model. Journal of sports science, v. 21, n. 11, p. 883-904, 2003.

MASSIMO, Joe; MASSIMO, Sue. Gymnastics Psychology: the ultimate reference guide for coaches, athletics and parents. Nova York, USA: Morgan James Publishing, 2013.

MCCANN, Peggy; EWING, Martha. Motivation and outcomes of youth participation in sport. In: PRETTYMAN, Sandra Spickard; LAMPMAN, Brian. Learning culture through sports: exploring the role of sports in society. Lanham, USA: Rowman & Littlefield, 2006.

MIRANDA Renato; BARA FILHO, Maurício. Construindo um atleta vencedor: uma abordagem psicofísica do esporte. Porto Alegre, RS: Artmed, 2008.

MOREIRA, Wagner Wey; BENTO, Jorge Olímpio. Citius, altius, fortius: Brasil, esportes e jogos olímpicos. Belo Horizonte, MG: Casa da Educação Física, 2014.

MOREIRA, Wagner Wey; SIMÕES, Regina; PORTO, Eline. Análise de conteúdo: técnica de elaboração e análise de unidades de significado. Revista brasileira de ciência e movimento, v. 13, n. 4, p. 107-114, 2008.

NUNOMURA, Myrian (Org.). Fundamentos das ginásticas. Fontoura, SP: Jundiaí, 2016.

NUNOMURA, Myrian. Aspectos pedagógicos da ginástica artística. 281f. 2009. Tese (Livre Docência). Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2009.

PRETTYMAN, Sandra. Studying sport: what can we learn and why we do care? In: PRETTYMAN, Sandra Spickard; LAMPMAN, Brian. Learning culture through sports: exploring the role of sports in society. Lanham, USA: Rowman & Littlefield, 2006.

RECH, Terezinha. Dimensões psicossociais da entrevista. In: SCARPARO, Helen (Org.). Psicologia e pesquisa: perspectivas metodológicas. 2. ed. Porto Alegre, RS: Sulina, 2008.

REIS, Lorena Nabanete; OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bássoli. A ginástica no Programa Segundo Tempo: desafios e possibilidades da prática em programas sociais. Conexões, v. 13, edição especial, p. 39-57, 2015.

RELVAS, Hugo. (Des) ajustes entre treinadores e jovens atletas nos motivos para a prática desportiva. Treino desportivo, Lisboa, Portugal, p. 4-9, 2005.

ROBERTS, Glyn C. Motivation in sport and exercise from an achievement goal theory perspective: After 30 years, where are we. Advances in motivation in sport and exercise, v. 3, p. 5-58, 2012.

SAMULSKI, Dietmar. Psicologia do esporte: manual para educação física e fisioterapia. Barueri, SP: Manole, 2002.

SANDS, William A. Introduction. In SANDS, Willian A.; CAINE, Dennis J.; BORMS, Jan. Scientific aspects of women's gymnastics. Basel: Medicine and sport science, 2003.

SAWASATO, Yumi Yamamoto; CASTRO, Maria de Fátima C. A dinâmica da ginástica olímpica (GO). In: GAIO, Roberta; BATISTA, José Carlos de Freitas. A ginástica em questão: corpo e movimento. São Paulo: Phorte, 2010.

SIMÕES, Regina e colaboradores. A produção acadêmica sobre ginástica: estado da arte dos artigos científicos. Revista brasileira de educação física e esporte, v. 30, n. 1, p. 183-198, 2016.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1992.

TSUKAMOTO, Mariana Harumi Cruz. A ginástica olímpica no contexto da iniciação esportiva. 156f. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação Física e Esporte). Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2004.

UVA, José Eduardo Sousa. Aspectos a considerar na relação com os pais dos atletas: o papel dos pais no atletismo para jovens. Treino desportivo, Lisboa, n. 29, 3a série, Edição do IDP, p. 34-42, 2005.

VALLERAND, Robert. A hierarchical model of intrinsic and extrinsic motivation for sport and physical activity. In: HAGGER, Martin S.; CHATZISARANTIS, Nikos L. D. (Orgs.). Intrinsic motivation and self-determination in exercise and sport. Champaign, IL, USA: Human Kinetics. p. 255-279, 356-363, 2007.

VITALI, Francesca e colaboradores. Motivational climate, resilience, and burnout in youth sport. Sport sciences for health, v. 11, n. 1, p. 103-108, 2015.

WEINBERG, Robert S.; GOULD, Daniel. Fundamentos da psicologia do esporte e do exercício. 4. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2008.

WEISS, Windee M.; WEISS, Maurren R. Sport commitment among competitive female gymnasts: a developmental perspective. Research quarterly for exercise and sport, v. 78, n. 1, p. 90-102, 2007.

WOODS, Ron. Social issues in sport. Champaign, USA: Human Kinects, 2011.

ZIVANOVIC, Nenad e colaboradores. Sports, sports idols and idolatry. Journal of sports science, v. 3, p. 309-316, 2015.

Endereço: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/7222

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.