Motivação Para a Escolha da Educação Física Como Profissão

Por: Ana Paula dos Santos Silva.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A motivação na escolha de um curso universitário é de extrema importância
para a formação de um bom Profissional. O presente estudo teve por objetivo
verificar a motivação pela escolha da Educação Física como Profissão. A seguir,
são apresentados os resultados de uma pesquisa qualitativa e quantitativa
realizada com 52 calouros, sendo 35 do sexo masculino e 17 do sexo feminino
e idades de 16 à 35 anos. Para ambos os sexos, a idade média foi de 20,7 anos,
amplitude de 19 anos, mediana, 22 anos e o desvio padrão é de 1,6. Todos os
participantes pertencem a uma Instituição situada na região da Grande São
Paulo. Para a coleta de dados foi utilizado um questionário, totalizando 14
questões. Os dados mais relevantes demonstraram que 57,4% indicaram como
fator motivante ao ingresso no curso o fato de querer atuar na área, o xo2=31,06;
65,2% afirmaram que sempre quiseram cursar Educação Física, o xo2=50,03;
20,8% indicaram que um Profissional da Educação Física influenciou a escolha
do curso, o xo2=38,2; 59,2% afirmaram que a escolha foi feita para exercerem
o que gostam, o xo2 =39,36; 46,2% dos entrevistados provém da Região da
Grande São Paulo, o xo2=80,12; 96,6% pertencem ao Estado de São Paulo;
53,8% possuem renda mensal superior a 10 salários, o xo2=24,24; 78,9%
indicaram o curso de Educação Física como primeira opção para o vestibular
e 25,1% pretendiam cursar Fisioterapia, o xo2 =25,19; quanto ao campo de
trabalho após a formação acadêmica, 23,5% quer trabalhar em qualquer área
da Educação Física, o xo2= 71,83; 34,7% desejam trabalhar em escolas e 31,9%
em academias, o xo2= 26,92; 30,3% pretendem trabalhar com todos os grupos
de pessoas e 20,3% especialmente com crianças, o xo2=21,1. Nenhum estudante
indicou estar no curso porque os pais querem, não desejam atuar noutra área,
nem se arrependem da escolha feita. A Autora pôde concluir que a grande
maioria dos entrevistados pertence ao Estado de São Paulo e são da classe
média; todos tiveram motivação própria na hora de escolherem o curso de
Educação Física, estes motivos referem-se ao gosto pela Profissão e desejo de
atuarem na área: em escolas e academias, respectivamente; a maior preferência
é o trabalho com todos os grupos de pessoas, outros apenas com crianças; o
curso de Fisioterapia seria a segunda opção, caso não tivessem escolhido
Educação Física; observou-se que um Profissional da área influenciou a escolha
de parte deles.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/75_Anais_p403.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.