Motivos de Permanência dos Idosos Praticantes de Ginástica Orientada

Por: Lais Esméria Bitencourt e .

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.27 - n.4 - 2019

Send to Kindle


Resumo


O objetivo do presente estudo foi investigar os motivos de permanência dos idosos praticantes de ginástica orientada, do qual entrevistamos 97 idosos cadastrados em cinco grupos da GO. Utilizamos um instrumento proposto por Freitas (2001), dividido em seis blocos com perguntas sobre exercício, saúde, bem-estar, psicossociais, profissionais do local da prática e valores estéticos, tendo como opções de respostas as seguintes opções: sem importância, pouco importante, importante e importantíssimo. A coleta de dados foi tabulada em planilhas de dupla digitação do Excel e posteriormente analisada por meio do software IBM SPSS Statistics 20. Os resultados mostraram que quando questionados sobre o que os motivavam a permanecer no grupo, dentro dos seis blocos os itens que tiveram as maiores respostas como importantíssimos foram: no bloco 1 sentir prazer na prática (74,2%); no bloco 2 não ficar doente (88,7%), bloco 3 tomar menos remédio (81,4%); , no bloco 4 construir amizades (80,4%); no bloco 5 receber incentivos do professor (79,4%) e por fim o bloco 6 manter-se em forma (71,1 %), e apenas um idoso relatou ser pouco importante. Diante dos dados obtidos concluímos que é importante proporcionar atividades prazerosas, profiláticas e de socialização para os idosos, além de salientar a competência que o profissional que atua com este público deve ter. E essencial respeitar o corpo idoso que busca na prática da ginástica não só a questão estética, mas saúde, novas amizades com vistas a ter melhor qualidade de vida e consequentemente se manter ativo.
 

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/9097

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.