Motivos Que Influenciam a Adesão e Manutenção de Idosos a Programas de Exercícios Físicos

Por: Ana Carolina Carneiro Leão, Ana Tereza Viana de Araújo Santos, Clara Maria Silvestre Monteiro de Freitas e Marcela de Souza Santiago.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Atualmente, o número de idosos praticantes de exercícios físicos em programas
para promoção de saúde vem crescendo, mas ainda é insuficiente em relação aos
que se encontram sedentários. Este estudo tem o propósito de compreender quais
os motivos que levam os idosos a praticarem exercícios físicos sistematizados, e a
permanecerem nesta prática. A metodologia adotada foi do tipo descritivo quantiqualitativo de campo. O instrumento utilizado foi um questionário com uma lista
das principais variáveis de adesão e permanência, por ordem de importância,
classificando os motivos em: sem importância, pouca importância, importante e
importantíssimo. Foi aplicado sob a forma de entrevista com 120 praticantes de
dois programas de exercícios físicos, destes, 65 idosos no Projeto Master Vida e 55
na Academia da Cidade em Recife-Pernambuco-Brasil. Considerando as respostas
dos entrevistados e a construção das categorias analíticas, os resultados apontaram
que os motivos de adesão não são os mesmos de permanência, por ordem de
prioridade. Percebeu-se que, os motivos mais importantes para idosos aderirem a
um programa foram: Melhorar a saúde (84,2%); Melhorar o desempenho físico
(70,8%);Adotar um estilo de vida saudável (62,5%); e para permanecerem: Melhorar
a postura (75,0%); Sensação de bem-estar provocada pelo exercício (74,2%);
Aumentar o bem-estar corporal (73,3%). Entre os motivos sem nenhuma importância
para a maioria dos entrevistados que optaram por aderir ao programa: Influência da
televisão (60,8%); Influência de propagandas (55,8%); Para sair de casa (54,2%). No
tocante à permanência, Ter status social (35,0%);Atenção dos funcionários do local
(18,3%); Incentivo da família e dos amigos (17,5%); Emagrecer (17,5%) configuraram
os motivos sem importância. Os resultados da pesquisa revelaram que se manter
saudável é o que mais importa para iniciar um programa de exercícios, e também o
bem estar na prática.Baseados nestes conhecimentos, fomentar, estruturar e promover
campanhas sócio-educativas, bem como elaborar projetos e programas de caráter
público voltados à promoção de saúde, são mecanismos eficazes no sentido de, não
só sensibilizar cada vez mais idosos a participar, mas também motivar as pessoas a
continuar a praticar exercícios físicos é dever de todos os profissionais da área de
saúde.Pois se exercitar é imprescindível para uma população que tem motivos decisivos
para sair do sedentarismo.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/62_Anais_p235.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.