Movimento da Pesquisa Qualitativa no Brasil: Legado do Professor Joel Martins

Por: Maria Aparecida Viggiani Bicudo.

Motricidades - v.3 - n.2 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Este artigo relata sobre o movimento da pesquisa qualitativa que assume a visão de mundo e de conhecimento da fenomenologia, na área da Psicologia e na área da Educação. São expostos os primeiros passos dados pelo Professor Joel Martins, cuja formação, enquanto pesquisador, havia se dado no campo da psicologia experimental, em direção à mudança de seu olhar para outro modo de investigar questões pertinentes ao humano e à sua educação. A importância desse professor é enfatizada no panorama da pesquisa qualitativa – fenomenológica no Brasil. São relatados os movimentos de criação de grupos de estudos em fenomenologia, de sociedades de pesquisa qualitativa e mencionadas as produções, advindas desses estudos e investigações. São apontados estudos a serem realizados.

Referências

APPLEBAUM, M. Amedeo Giorgi and psychology as a human science. NeuroQuantology, v. 9, n. 3, p. 518-525, 2011.

BICUDO, M. A. V. Fenomenologia: confrontos e avanços. São Paulo: Cortez, 200l.

BICUDO, M. A. V.; CAPPELLLETTI, I. (Orgs.). Fenomenologia: uma visão abrangente da educação. São Paulo: Olho D'Água, 1999.

BICUDO, M. A. V.; COSTA, A. P. Leituras em pesquisa qualitativa. São Paulo: Livraria da Física, 2019.

BICUDO, M. A. V.; ESPÓSITO, V. H. C. Joel Martins: a coragem de ser educador. In: GARCIA, W. E. (Org.). Educadores brasileiros do século XX. Brasília: Editora Brasília, 2002. p. 173-200.

BICUDO, M. A. V.; ESPÓSITO, V. H. C. (Orgs.). Joel Martins... um seminário avançado em fenomenologia. São Paulo: EDUC/ PUCSP, 1997.

BICUDO, M. A. V.; ESPÓSITO, V. H. C. Pesquisa qualitativa em educaçãoPiracicaba: Editora UNIMEP, 1994.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. K. (Orgs.). Qualitative research for education. Boston: Allyn and Bacon, 1982.

CAPPELLETTI, I.; LIMA, L. A. N. (Orgs.). Formação de educadores: pesquisa e estudos qualitativosSão Paulo: Olho D'Água, 1999.

ESPÓSITO, V. H. C. Eu, um quadrado? São Paulo: Artes e Ciências. 1999.

ESPÓSITO, V. H. C. A escola: um enfoque fenomenológico. São Paulo: Escrita, 1993.

GIORGI, A. The descriptive phenomenological method in psychology. Pittsburgh: Duquesne University Press, 2009.

GIORGI, A. Psychology as a human science. New York: Harper & Row, 1970.

GUBA, E. G.; LINCOLN, Y. S. Fourth generation evaluation. London: Sage Publications, 1989.

LINCOLN, Y. S.; GUBA, E. G. Naturalistic inquiryLondon: Sage Publications, 1985.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARTINS, J. Currículo, um enfoque fenomenológico: educação como poiésis. São Paulo: Cortez, 1991.

MARTINS, J.; BICUDO, M.A.V. Estudos sobre existencialismo, fenomenologia e educação. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2006.

MARTINS, J.; BICUDO, M. A. V. A pesquisa qualitativa em psicologia: fundamentos e recursos básicos. São Paulo: Moraes/ EDUC, 1989.

MARTINS, J.; DICHTCHEKENIAN, M. F. S. B. (Orgs.). Temas fundamentais de fenomenologia. São Paulo: Moraes, 1984.

MARTINS, M. A. V.; ESPÓSITO, V. H. C. Pedagogo artesão: construindo a trama no cotidiano da escola. São Paulo: EDUC, 1996.

 

Endereço: http://www.motricidades.org/journal/index.php/journal/article/view/2594-6463.2019.v3.n2.p141-150

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.