Mudanças de Técnicos no Futebol Estudo com o Campeonato Paulista

Por: Bruno Klinke Monteiro, e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.32 - n.2 - 2018

Send to Kindle


.Resumo

O objetivo do presente estudo foi analisar o efeito das mudanças de técnicos na classificação final das equipes de futebol. Foram analisadas as súmulas oficiais dos jogos de 60 equipes que disputaram o Campeonato Paulista de Futebol de 2009 nas três divisões. A análise dos dados empregou estatística descritiva, correlação de Spearman e regressão linear. Os resultados apontaram para total de 88 trocas de técnicos durante o campeonato, sendo 24 na série A1, 36 na série A2 e 28 na série A3. Apenas na série A1 houve relação significante (rho=0,61; p=0,003) entre a troca de técnicos e a classificação final, sendo que a troca de técnicos determinou em 37% a classificação final (F=10,48; p=0,005). Apesar da troca de técnicos ter sido evento frequente, para as séries A2 e A3 a mesma não teve relação com a classificação da equipe na competição (respectivamente r²=0,12; F=2,42; p=0,13 e r²=0,01; F=0,06; p=0,81). Conclui-se que, na série A1 do Campeonato Paulista de Futebol de 2009, quanto menor o número de trocas de técnicos, melhor foi a classificação competitiva das equipes.

Endereço: https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/166727

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.