Multimorbidade de Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil: Prevalência e Associação com Indicadores Sociodemográficos, de Atividade Física e de Comportamento Sedentário e M Adultos e Idosos

Por: Marina Christofoletti D os Santos.

2017 20/02/2017

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi identificar a prevalência da multimorbidade e a simultaneidade de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT’s), bem como sua associação com indicadores sociodemográficos, de atividade física e de comportamento sedentário em adultos e idosos no Brasil. Trata-se de um estudo transversal de base populacional, realizado com indivíduos ≥18 anos de idade, residentes nas 27 capitais das unidades federativas do Brasil. Para isso, foi realizada uma análise secundária do inquérito nacional “Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico”, do ano 2013. Oinstrumento utilizado foi um questionário previamente validado, aplicado via entrevista telefônica.

Endereço: http://ppgef.ufsc.br/

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.