Necessidades de Formação Para o Exercício Profissional na Perspectiva do Treinador de Futebol em Função da Sua Experiência e Nível de Formação

Por: António Fernando Boleto Rosado, Gabriel Barros da Cunh, Isabel Maria Ribeiro Mesquita, Pedro Pereira e Tiago Sousa.

Motriz - v.16 - n.4 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo consistiu no reconhecimento das necessidades de formação das  competências profissionais de treinadores de Futebol em função dos anos de experiência profissional e da  formação federativa. A amostra foi constituída por 81 treinadores portugueses. A recolha dos dados foi  realizada através da aplicação de um questionário após validação de construção e de conteúdo. Como  procedimentos estatísticos, recorremos ao teste paramétrico One-Way ANOVA para a comparação entre  dois grupos e para mais de dois grupos foram estimados os Post-Hocs com recurso ao teste de Tukey. Os  resultados mostraram que os treinadores com formação federativa mais elevada, níveis II e III, reconhecem  menores necessidades de formação que os treinadores sem formação nas áreas do Treino, Competição e  Papel de Formador. Por sua vez, os treinadores mais experientes reconheceram menores necessidades de  formação nos domínios do Treino, da Gestão Desportiva e do Papel de Formador em relação aos menos  experientes

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/1980-6574.2010v16n4p931

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.