Nem no Playstation é Tão Rápido Assim - o 7 a 1 e a Cobertura da Mídia Alemã

Por: Elcio Loureiro Cornelsen.

Histórias(s) do Sport - 2018

Send to Kindle


Resumo

No dia 27 de março de 2018, a seleção brasileira de futebol voltará a enfrentar a seleção da Alemanha, em jogo amistoso a ser realizado no Estádio Olímpico de Berlim, como parte da preparação para a Copa da Rússia. Passados pouco mais de três anos e meio desde aquele fatídico 08 de julho de 2014, quando a seleção de Felipão foi derrotada pelo vexatório placar de 7 a 1 pelos comandados de Jürgen Löw em pleno Estádio do Mineirão, pelas semifinais da Copa, as duas seleções voltarão a se enfrentar.

Ainda em nossos dias, aquela partida suscita comentários e indagações. Hoje, dado o distanciamento temporal, pergunta-se sobre a memória do Mineiratzen – Mineiraço, em alemão – e qual seria seu significado para alemães e brasileiros. No caso brasileiro, questiona-se se aquela derrota histórica e superlativa representaria um trauma ou uma vergonha para o torcedor brasileiro. As opiniões são controversas, alguns falam em trauma, chegam a comparar a derrota de 2014 com o Marcanaço de 1950; outros consideram que o sentimento predominante seria o de vergonha, uma vez que o trauma pressuporia uma derrota inesperada de uma equipe franca favorita, uma verdadeira “queda” após a construção de uma expectativa de pleno favoritismo.

Endereço: https://historiadoesporte.wordpress.com/2018/02/11/nem-no-playstation-e-tao-rapido-assim-o-7-a-1-e-a-cobertura-da-midia-alema/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.